Prevenção

Refluxo exige até mesmo mudança na inclinação da cama

  • Por Adriano Justino
  • 12/09/2020 14:00
Mudar a inclinação de toda a cama é necessário para impedir novos episódios de refluxo.
Mudar a inclinação de toda a cama é necessário para impedir novos episódios de refluxo.| Foto: Bigstock

Quem tem refluxo sabe o quanto é chato saber que extrapolou na refeição noturna e que terá de enfrentar uma noite ruim, com azia e os despertares que ela causa, além do incômodo do possível “retorno” do ácido gástrico fruto da digestão dos alimentos recém-ingeridos.
O cirurgião geral e endoscopista digestivo Antonio Katsumi Kay, do Hospital Sugisawa, explica como se disciplinar para evitar essa situação e as mudanças que devem ser feitas na hora de dormir.

O que diferencia azia de refluxo?

A azia é o sintoma decorrente do refluxo gastroesofágico. Azia é a queimação retroesternal, isto é, atrás do peito. O refluxo gastroesofágico é à afecção que provoca a azia.

A azia pode ser resultado de ficar tempo sem comer?

O jejum prolongado faz com que o ácido gástrico não seja neutralizado por algum tempo e isto aumenta a acidez no estômago. Se o paciente não tiver refluxo gastroesofágico patológico, não terá azia, mas pode ter queimação no estômago (epigastralgia).

O refluxo tem alguma relação com o que você come?

Existem alguns alimentos que diminuem a tensão do esfíncter inferior do esôfago, que é o principal fator de contenção do refluxo, facilitando o refluxo do ácido do estômago para o esôfago. Por isto, quem tem doença do refluxo gastroesofágico, tem que evitar alimentação ácida, comidas gordurosas, café, bebidas alcoólicas, chocolate, frutas cítricas e molhos apimentados. Evitar não quer dizer que não possa comer, desde que seja com parcimônia.

Antes de dormir, ficar de barriga vazia pode gerar azia? Há um alimento indicado para “segurar” uma possível queimação durante a noite de sono?

Quem tem doença do refluxo gastroesofágico, de acordo com o último consenso de Roma, pode comer até três horas antes de ir deitar. Então, não é ficar de “barriga vazia”: deve-se jantar alimentos adequados, em pouca ou moderada quantidade, até este período. Por outro lado, não existe um alimento que “segure” a azia. Quem tem refluxo gastroesofágico deve evitar os alimentos citados anteriormente e comer alimentos mais proteicos e refeições mais fracionadas durante o dia.

Há um lado melhor para se dormir quando se tem azia?

A orientação para quem tem refluxo gastroesofágico é elevar a cabeceira da cama de 10 a 15 centímetros. E dormir em decúbito lateral esquerdo, isto é, deitar para o lado esquerdo. Estas posições reduzem a incidência do refluxo.

Para quem tem refluxo, há alguma dica especial?

É importante elevar a cabeceira da cama, mas isso não significa usar mais travesseiros. Tem que colocar alguma coisa nos pés da cama para erguê-la, do lado onde vai ficar a cabeceira. Se a pessoa tem tosse seca noturna ou sensação de “afogamento” noturno, tem que procurar um médico e avaliar se não tem indicação cirúrgica para tratar o refluxo gastroesofágico.

Podem surgir complicações quando o refluxo torna-se crônico?

A doença do refluxo gastroesofágico é uma afecção crônica que diminui bastante a qualidade de vida do paciente. A obesidade pode provocá-lo. É importante o acompanhamento médico para evitar complicações como estreitamento, úlceras, sangramentos e até risco pequeno de surgir um câncer no esôfago.

Deixe sua opinião

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.