Saúde do bebê

Recém-nascido perdendo peso? Saiba por que isso é normal

  • PorRossana Bittencourt, especial para o Sempre Família
  • 11/11/2020 16:10
Um bebê nasce com peso que varia entre 2,5 kg e 4 kg, mas nos primeiros cinco dias perde de 7% a 10% desse total.
Um bebê nasce com peso que varia entre 2,5 kg e 4 kg, mas nos primeiros cinco dias perde de 7% a 10% desse total.| Foto: Christian Bowen/Unsplash

O nascimento de um filho vem acompanhado de muitas expectativas. Mais ainda se os pais forem inexperientes. As dúvidas vão aparecendo no decorrer da gestação e se multiplicam após o nascimento, com cada descoberta deles e do bebê.

Siga o Sempre Família no Instagram!

E uma das preocupações que comumente aparece nesse momento de adaptação com o novo membro da família é em relação ao peso do recém-nascido. Este é um dos indicativos mais relevantes nesses primeiros momentos de vida e inspira atenção constante da família.

Isso porque um bebê nasce, normalmente, com um peso que varia de 2,5 kg a 4 kg. Nos primeiros cinco dias de vida é comum perder de 7% a 10% desse total e só depois de uns 10 dias é que recupera esse valor inicial. É o que explica a pediatra Cristina Cardozo. “Nos primeiros dias o bebê está aprendendo a mamar então a sucção não é tão efetiva”, esclarece.

Mãe e bebê em adaptação

Outro fator que também deve ser levado em conta é que o organismo da mãe também precisa se adaptar. A amamentação é estimulada justamente pela sucção do bebê e a produção do colostro aumenta à medida que as mamadas acontecem. De acordo com a médica, passado esse período de aprendizagem, no décimo dia o ideal é que o recém-nascido já tenha atingido o mesmo peso do nascimento. “Por isso a consulta com o pediatra é agendada, normalmente, com 10 dias de vida”, esclarece.

Ainda, é nesses primeiros dias que o bebê elimina o mecônio, que são as fezes produzidas durante todo o período intra-útero. Com coloração verde-escura e consistência que parece uma graxa, o mecônio é bastante pesado e expeli-lo contribui para a diminuição do peso logo nas primeiras horas.

A quantidade de xixi que o bebê faz é outro ponto a ser considerado, assim como a transpiração. “Cada fraldinha cheia de xixi tem de 30 a 40 gramas então o bebê perde bastante líquido”, destaca a médica, que completa: “É como se ele estivesse desinchando depois do período que passou na barriga da mãe”.

Passados esses primeiros 10 dias, até o terceiro mês de vida o ganho de peso é significativo: entre 20 e 30 g por dia. Acompanhar essa curva é muito importante para, principalmente, tirar a ansiedade da família. O controle de peso deve ser semanal para identificar qualquer perda mais expressiva.

Pontos de atenção

Já nessa fase, caso o bebê esteja sendo amamentado pela mãe, exclusivamente no peito, como indicado pela Organização Mundial da Saúde, se o ganho de peso não estiver como o esperado, a médica acredita que o mais comum é que a criança não tenha aprendido a sugar direito. Ou então que o leite não esteja sendo ejetado da melhor forma. “Mães que bebem pouca água produzem pouco leite”, aponta, também, a pediatra.

Qualquer outra situação é mais rara e pode ser sinal de uma doença ou algum problema mais grave, por isso o acompanhamento médico em consultório é essencial. “É uma equipe multidisciplinar que acompanha a família, mas a responsabilidade de qualquer diagnóstico é do pediatra”, diz Cristina. Todas essas informações são repassadas à mãe na consulta pré-natal. “Hoje em dia tem muita informação então confunde as mães, por isso temos que direcionar melhor”, conclui.

O principal é entender que nessa fase de adaptação a mãe deve contar com uma rede de apoio, tanto da equipe médica, como da família.

Deixe sua opinião

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.