Suspeita de Covid-19

15,5 milhões de pessoas tiveram sintoma de síndromes gripais em junho, diz IBGE

    • Estadão Conteúdo
    • 27/07/2020 09:38
    Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Covid (Pnad Covid-19) mensal, divulgados pelo IBGE
    Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Covid (Pnad Covid-19) mensal, divulgados pelo IBGE| Foto: Bigstock

    Cerca de 15,5 milhões de pessoas (7,3% da população brasileira), tiveram algum dos sintomas de síndromes gripais no mês de junho. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Covid (Pnad Covid-19) mensal, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado representou melhora em relação a maio, quando 11,4% da população relataram algum sintoma, totalizando 24 milhões de pessoas.

    A perda de olfato ou paladar foi informada por 2,2 milhões de pessoas, seguida por tosse, febre e dificuldade para respirar (703 mil pessoas) e tosse, febre e dor no peito (508 mil pessoas). A pesquisa mostrou que 2,4 milhões de pessoas (1,1% da população) tiveram sintomas conjugados de síndrome gripal que podiam estar associados à Covid-19 – perda de olfato ou paladar, febre, tosse dificuldade de respirar e dor no peito –, contra 4,2 milhões em maio, 2,0% da população.

    Perfil

    A maioria das pessoas com síndromes gripais se declarou de cor preta ou parda (58%). De todos os pesquisados com sintomas, 56,9% eram mulheres, 50,2% tinham entre 30 e 59 anos, 34,7% não completaram o ensino fundamental.

    Entre as pessoas que apresentaram algum dos sintomas conjugados, 57,8% eram mulheres e 68,3% eram pretos ou pardos. Quanto à idade, 54,8% tinham de 30 a 59 anos, 34,4% estavam no grupo entre 0 e 29 anos e 10,8% eram idosos, com 60 anos ou mais.

    Atendimento médico

    Cerca de 19,2% das pessoas com algum dos sintomas pesquisados procurou atendimento em estabelecimento de saúde. Entre os que apresentaram sintomas conjugados, 43% buscaram socorro médico.

    Os estabelecimentos públicos de saúde (postos de saúde, equipe de saúde da família, UPA, Pronto Socorro ou Hospital do SUS) foram acionados por 77,6% dos que tiveram algum sintoma (2,3 milhões de pessoas) e 82,3% dos que apresentaram sintomas conjugados (846 mil pessoas).

    Entre as pessoas que procuraram atendimento em hospitais, precisaram ficar internadas 115 mil das que apresentaram algum dos sintomas pesquisados e 57 mil das que tiveram sintomas conjugados. A maior parte dos internados era homem (55,2% e 50 3%, respectivamente) e de cor preta ou parda (60,3% e 58,5%, respectivamente). Entre as pessoas de 60 anos ou mais de idade com sintomas e que procuraram hospital para atendimento médico, 40,2% foram internadas.

    A região Norte apresentou o maior porcentual de pessoas com algum sintoma gripal em junho, 8,9% ou 1,6 milhão de pessoas, assim como a maior fatia de indivíduos com sintomas conjugados (3,1% ou 564 mil pessoas). O Centro-Oeste teve a maior proporção de pessoas com algum sintoma (6,4%), e o Sul apresentou a mais baixa (0,4%) para sintomas conjugados.

    Deixe sua opinião

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.