Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Foto: Alessandra Quintela
Foto: Alessandra Quintela
Defesa da Vida

“Rainbow babies”, os bebês que chegam para aliviar a dor dos pais que perderam um filho

Fotógrafa especializada em recém-nascidos cria projeto sobre os bebês que nascem depois de um período de muito sofrimento na família

Depois de uma forte tempestade, o arco-íris pode aparecer para mostrar que está tudo bem. Por vezes, algumas situações que acontecem nas nossas vidas parecem nos tirar o chão, mas lá na frente, algo bom acontece e aquela dor, embora jamais seja esquecida, será aliviada e se transforma em alegria. Essa é a ideia central por trás do nome rainbow babies (bebês arco-íris), aqueles que chegam para um casal logo após a família ter passada pela dor da perda de um bebê.

Um aborto espontâneo ou o nascimento de um bebê morto traz grande dor aos pais, mas a vida pode surpreender e uma nova gravidez acontece. É como o arco-íris depois da tempestade, que traz novamente cor àquela família. Foi a por viver uma história assim, que a fotógrafa brasileira Alessandra Quintela, especialista em newborns, decidiu fazer sessões focadas em rainbow babies. Ela sofreu um aborto espontâneo, quando esperava gêmeos.

Alessandra e a família.
Alessandra e a família.

“Foi com seis semanas e senti na pele o vazio devastador que só uma mãe consegue sentir nos dias que sucedem a perda. Meu coração foi tocado e eu queria levar alegria para as mães que como eu sofreram aborto, mas que conseguiram engravidar novamente do seu bebê arco-íris”, conta. Desde então ela passou a presentear uma mãe que sofreu como ela, com fotos do seu recém-nascido.

Alessandra mora com a família nos Estados Unidos, trabalha com fotografia há seis anos e especializou-se em newborns após o nascimento do seu primeiro filho. Por isso, ela entende muito bem sobre como deixar um bebê confortável para as fotos.

O tempo do ensaio dura em média três horas, mas a preparação começa antes. Ela considera importante um primeiro encontro com os pais para entender a história do casal e criar algo personalizado. A temperatura do ambiente tem de ser controlada e a mãe tem de estar tranquila, pois o bebê sente que algo está diferente, dificultando o trabalho.

Das histórias que já ouviu antes das sessões, Alessandra conta a de uma mãe que perdeu seu primeiro bebê com sete semanas de gestação. Ela estava longe de seu país natal e família, e via naquela gravidez a oportunidade de criar sua própria família ali. Foram muitas tentativas até que ela engravidasse, mas infelizmente ela o perdeu. A solidão tomou conta de seu coração, mas oito meses depois, ela foi abençoada com um novo bebê. O seu rainbow baby é uma menina, que foi fotografada no início desse ano.

Enquanto espera o próprio rainbow baby chegar, Alessandra vai tocando esse projeto que permite às mães lembrar-se que após o tempo ruim, grandes coisas podem acontecer, ao olhar as fotos de seu pequeno milagre da vida. De algum jeito, ao ouvir as histórias, ela sofre junto. Mas apesar disso, se alegra, porque sabe que da mesma maneira em que eterniza esse momento tão especial para aquelas famílias, logo verá também, seu próprio arco-íris posando para suas fotos.

 

Conheça melhor o projeto de Alessandra Quintela.

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

2 Comentários
Leia também