Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Imagem: Zero Hora.
Imagem: Zero Hora.
Virtudes e Valores

Projeto cria andadores de PVC para crianças com deficiência entrarem no mar

O equipamento pode ser molhado na água salgada e andar na areia com facilidade, além de ser bem mais barato que um andador comum.

Na última semana, um grupo de sete crianças com deficiência teve um dia especial em Tramandaí, no Rio Grande do Sul: pela primeira vez, eles puderam tomar um banho de mar sem equipamentos metálicos ou cadeira de rodas. Através de uma ação promovida pelo Projeto Tampinha Legal e pelo Congresso Brasileiro do Plástico, os alunos do Educandário São João Batista, de Porto Alegre, usaram andadores coloridos feitos com canos de PVC e rodinhas de triciclo.

Lucas, de 11 anos, não queria mais sair da água. Antes, a família precisava usar a cadeira de rodas até um trecho e depois carregar o menino para a água no colo. “Era bem cansativo”, lembra o pai, Luciano Serrat. “Ver ele fazendo isso sem ter que depender de alguém foi maravilhoso. Quando ele chegou na água foi mais emocionante ainda”, disse ao Zero Hora a mãe, Carine Mallet.

Mais leves, práticos e baratos, os andadores de PVC custam em média R$ 100, valor bem abaixo dos tradicionais, e tem diversos tamanhos. O equipamento tem ainda os benefícios de poder ser molhado na água salgada e de andar na areia com facilidade. “A ideia é um andador que não degrade na água e que ande na areia fofa”, diz o assessor técnico do Sindicato das Indústrias de Material Plástico no Estado Rio Grande do Sul (Sinplast), Manuel Gonzales.

Com informações de Zero Hora.

****

Recomendamos também:

Ela tem síndrome de Down e não conseguia emprego, mas decidiu abrir seu próprio negócio

Supermercado atende mãe que pediu carrinho adaptado e faz a alegria de garoto com síndrome

Jornalista com microcefalia grava depoimento para que STF não libere aborto

****

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também