Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Crédito: Bigstock
Crédito: Bigstock
Atualidades, Defesa da Vida

Papa hospeda sem-teto que deu à luz em noite fria no Vaticano

Foi oferecido um ano de hospedagem à imigrante romena e seu bebê; eles são a terceira família a receber abrigo em Roma a pedido de Francisco

Uma mulher sem-teto que deu à luz uma menina na madrugada desta quarta-feira (20/01), nas proximidades da Praça São Pedro, no Vaticano, foi acolhida pelo papa Francisco que lhe garantiu moradia de graça durante um ano.

De acordo com a Rádio Vaticano, a mulher, foi socorrida por uma policial italiana que recebeu a notícia de que havia uma grávida em trabalho de parto na Praça Pio XII, próxima à Praça de São Pedro. Depois do parto, a mulher e o bebê recém-nascido foram levados para o Hospital Santo Espírito, onde estão internados. As temperaturas durante a noite em Roma estiveram abaixo de zero.

O Esmoleiro Pontifício, Dom Konrad Krajewski, visitou a jovem mãe e afirmou que o Pontífice ofereceu um ano de hospitalidade a ela e sua filha na casa das Irmãs de Madre Teresa, no bairro romano de Primavalle.

“Agora, ela tem de ver o que deseja fazer”, disse o Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Pe. Federico Lombardi, referindo-se à mulher, que é uma imigrante romena. No passado, já foi oferecido abrigo à sem-teto, mas ela recusou.

Segundo o porta-voz vaticano, Dom Krajewski disse que a mulher é conhecida naquela área porque usa os banheiros públicos instalados na Praça de São Pedro, à disposição dos pobres.

Imigrantes

Esta é a terceira mãe acolhida pelo Vaticano sob as ordens de Francisco. Na semana passada uma mulher eritreia com três dos seus cinco filhos, entre os quais um pequeno de dois meses nascido na Noruega, foram recebidos numa paróquia romana e alojados num apartamento. Ela espera reencontrar os outros dois filhos, que atualmente estão em um campo de refugiados na Etiópia.

Depois do apelo do Papa a todas as paróquias da Europa para que se encarregassem de hospedar uma família de migrantes, a paróquia de Santa Ana, também em Roma, acolheu uma família síria, composta de pai, mãe e dois filhos.

 

Colaborou: Felipe Koller

1 Comentário
Leia também