Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Reprodução/ Fox
Reprodução/ Fox
Defesa da Vida

Pai acorda de coma bem a tempo de ver o nascimento do filho

Andrew teve uma parada cardíaca, precisou ser colocado em coma induzido, mas acordou espontaneamente quando sua esposa entrou em trabalho de parto

Os dias que antecederam a chegada de Lennon Goette ao mundo e o próprio dia de seu nascimento, são memoráveis. É que seu pai, Andrew, teve uma complicação respiratória enquanto dormia e, não fosse sua mãe, Ashley, reanima-lo com a ajuda remota do serviço de emergência, talvez pai e filho nunca se conhecessem. E mais: Andrew precisou ser colocado em coma induzido para se recuperar, mas acordou espontaneamente minutos antes de sua esposa entrar em trabalho de parto.

Com 39 semanas de gestação, Ashley acordou em uma madrugada ouvindo o marido respirar com dificuldade. Ele estava entrando em uma parada cardiorrespiratória. Rapidamente ela ligou para o serviço de emergência de Minneapolis, cidade do estado norte-americano de Minnesota, e com ajuda remota conseguiu manter marido até que a ambulância chegasse.

Bebê nasce dois meses depois da mãe ter morte cerebral

Andrew teve uma parada cardíaca ao chegar ao hospital, mas para Alex Teeters, médico de cuidados intensivos do United Hospital a agilidade de Ashley em perceber que havia um problema e buscar ajuda, minimizou a situação. “Acho que Andrew não estaria aqui hoje, se não fosse pelas ações de Ashley”, disse ele ao canal Fox. Para reduzir o risco de danos cerebrais, Andrew foi colocado em coma induzido.

Ashley passou os próximos dias ao lado do marido, lhe dando apoio para que ficasse bem. Os médicos disseram que não sabiam se ele teria ou não sequelas. “Eu não queria passar por tudo isso sozinha. Então, mesmo com ele dormindo, eu falava para ele que não teria o bebê até que ele acordasse”, lembra. E eis que quando Ashley entrou em trabalho de parto, uma das enfermeiras avisou a Andrew do que estava acontecendo e ele abriu os olhos. “Libby disse a meu marido: ‘Você sabia que seu filho está nascendo?’ E ele abriu os olhos, balançou a cabeça e sinalizou que sim'”.

Os médicos fizeram o possível para que Andrew e Ashley pudessem estra juntos durante o trabalho de parto. Ele foi levado ao quarto em que a esposa estava e eles só se separaram quando o bebê de fato nasceria. Por vídeo, Andrew acompanhou o nascimento do filho a poucos metros de distância e depois da mãe, foi no colo do pai que Lennon ficou assim que nasceu.

Dias depois a família pôde estar novamente reunida em casa e Andrew seguiu se recuperando da parada cardíaca, que segundo os médicos pode ter sido ocasionada por uma doença chamada síndrome de Wolff-Parkinson-White (WPW).

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também