Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Reprodução/YouTube
Reprodução/YouTube
Atualidades

Menino sobrevive a decapitação graças à desconhecida que manteve sua cabeça imóvel

Killian, de quatro anos, teve a cabeça parcialmente separada de sua espinha em um acidente de carro, mas sobreviveu

Um menino de quatro anos não terá sequelas depois de ter sido vítima de uma decapitação parcial em um assustador acidente de carro. Killian Gonzalez foi severamente ferido, mas Leah Woodward, que chegou ao local instantes após o acidente, manteve a sua cabeça completamente imóvel depois de ela ter sido separada de sua espinha dorsal.

Normalmente um dano como esse leva à morte ou ao menos à paralisia. No entanto, contra todas as probabilidades, espera-se que Killian receba alta sem passar por qualquer cirurgia.

Imagem: Reprodução/YouTube
Imagem: Reprodução/YouTube

“Ela salvou o meu bebê, ela o devolveu para mim”, disse Brandy, a mãe do menino, à ABC 7. Killian está no hospital e consegue sentar, comer e caminhar.

O acidente aconteceu em Boise, no estado de Idaho, nos Estados Unidos. O carro da família de Killian deslizou no gelo, colidindo com outro veículo. Woodward estava em um carro atrás da família de Killian e foi a primeira a se aproximar da cena do acidente.

“Tentei ficar calma, mas por dentro eu estava em pânico. Pensava: ‘Eu não sei o que estou fazendo’. Não saber como ajudar foi o pior sentimento que eu já tive”, disse ela. Apesar do medo, a intuição de Leah de que era melhor mantê-lo imóvel do que tentar tirá-lo do local foi o que salvou a vida da criança.

 

Com informações de Metro.

Colaborou: Felipe Koller.

 

Leia também