Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Facebook
Facebook
Defesa da Vida

Menino de 4 anos com síndrome de Down ajuda a cuidar dos três irmãos com deficiência

Simon foi o último filho a ser adotado e, logo que chegou à família, passou a cuidar voluntariamente do irmãos mais velhos que têm algum tipo de deficiência física ou intelectual

O encontro entre um homem e uma mulher que se apaixonam, se casam e estão abertos para ter vários filhos. Parece o início de uma história comum, mas os norte-americanos Jeremy e Nicole Clark decidiram que o modo com o qual teriam essa numerosa família, seria incomum e soaria como loucura para muitos: o casal adotou quatro crianças da Bulgária, todas com alguma deficiência.

Alex, de seis anos, é o filho mais velho e tem síndrome de Down, assim como Simon, que foi o último a chegar na família e tem quatro. Já, David e Jon, de cinco e seis anos, têm paralisia cerebral. “Cuidar dessas crianças pode ser uma ótima experiência”, afirma o pai em entrevista ao site Daily Mail. “Eles estão sempre animados, cheios de alegria e ficam muito felizes com coisas simples que outras crianças às vezes poderiam dar como certas”.

O pequeno Simon e sua generosidade

A família Clark, que hoje mora em Salt Lake City, no estado de Utah, nos Estados Unidos, recebeu uma ajuda a mais no cuidado com as crianças depois da chegada do pequeno Simon – em seu país de nascimento ele se chamava Zadock. O garoto, embora ainda não fale inglês, mal chegou à família e já começou a ajudar voluntariamente seus pais no cuidado com os outros irmãos: dá comida, coloca roupa, brinca, ajuda a medicá-los e até mesmo lava louça quando necessário.

“Desde que Simon se juntou a nós, os dias ficaram um pouco mais longos: eles começam um pouco mais cedo e terminam um pouco mais tarde, então temos mais tempo para sermos bons pais”, conta Clark. Segundo eles, a chegada do pequeno na família é comparável a um verdadeiro furacão de energia.

Em alguns vídeos que Jeremy e Nicole compartilharam na internet, é possível ver Simon radiante, correndo incansavelmente de uma tarefa para outra e, ainda, à noite, dando beijos de boa noite em todos. “Ele ficou muito feliz em estar conosco e, por isso, chegou e já começou a cuidar dos irmãos”, conta o pai.

“Simon gosta de estar com as pessoas. Ele fala búlgaro, ainda não o inglês, mas dentre os nossos quatro filhos ele é que tem mais facilidade com a fala. Acho que logo ele dirá ‘mãe’ e ‘pai’”, afirma Jeremy. “Ele ainda está aprendendo, mas estamos confiantes de que logo evoluirá nessa área”, conta animada.

Vocação para cuidar de quem mais precisa

Além do desejo e disposição de terem uma grande família, Jeremy e Nicole contam com habilidades educacionais e médicas necessárias para seu trabalho. Jeremy é professor e sempre cuidou de crianças com necessidades específicas, e Nicole, foi enfermeira por mais de dez anos até deixar o emprego para se dedicar à casa e aos cuidados com seus meninos.

O casal sempre foi apaixonado por adoção e decidiram, logo no início do casamento, que essa seria uma maneira de construírem a família numerosa que sempre sonharam. “Criar quatro crianças com necessidades especiais exige muito trabalho e há muitas coisas que você precisa fazer”, diz Jeremy. “A chave é encontrar alegria em cada uma dessas atividades”.

Com informações de Daily Mail 

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também