Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
collage-down
Defesa da Vida

10 pessoas inspiradoras com síndrome de Down que superaram todas as expectativas

Seus raros talentos mostraram ao mundo que suas diferenças são parte daquilo que as faz tão inspiradoras.

Apesar de sofrerem com a discriminação – até dentro do ventre materno –, as pessoas com síndrome de Down já deram provas sobre provas de como podem viver uma vida feliz e realizada. Aqui estão 10 pessoas que demonstraram raros talentos, mostrando ao mundo que as suas diferenças são parte daquilo que as faz tão inspiradoras. Com o seu exemplo, elas são capazes de encorajar não apenas quem pode se sentir limitado por suas condições, mas a cada um de nós.

Ezra Roy

Foto: Facebook/divulgação
Foto: Facebook/divulgação

Roy se tornou em 2014, aos 26 anos, a primeira pessoa com síndrome de Down a se formar na Texas Southern University – e com grau summa cum laude. Formado em Belas Artes, ele foi criado apenas pelo pai e tem dificuldade para se comunicar oralmente, mas suas habilidades cognitivas são notáveis.

 

Elad Gevandschnaider

Foto: Facebook/Israel Tenis Foundation
Foto: Facebook/Israel Tenis Foundation

O serviço militar é obrigatório em Israel, mas os portadores de síndrome de Down são exceção. Mesmo assim, Gevandschnaider se alistou voluntariamente. Tenista medalhista em competições das Olimpíadas Especiais, o jovem completou o seu serviço em 2013, sendo galardoado com o Prêmio de Excelência das Forças de Defesa Israelenses.

 

Emmanuel Joseph Bishop

Foto: Facebook/Emmanuel Joseph Bishop
Foto: Facebook/Emmanuel Joseph Bishop

Bishop tem apenas 21 anos, mas já carrega consigo uma série de realizações: ele é violinista, nadador e golfista, além de poliglota: fala inglês, espanhol, francês e latim. Ele atua ainda como ativista em defesa das pessoas com síndrome de Down, apontando para o seu potencial e levantando a voz contra o aborto seletivo de bebês diagnosticados com a condição.

 

Akihito Ochi

Clipboard01
Foto: divulgação

Akihito se apresenta profissionalmente como pianista – e também compõe – desde os 14 anos e já gravou quatro discos. Hoje com 41 anos, ele continua se apresentando pelo mundo.

 

Jim Jenson

Foto: Facebook/Best Boddies California
Foto: Facebook/Best Boddies California

Em 2013, Jenson realizou o feito de ser a primeira pessoa com síndrome de Down a completar a Maratona de Nova York. Então com 48 anos de idade, ele já tinha 12 anos de experiência com corrida na bagagem e completou a prova em pouco mais de 8 horas. Ele fez questão de durante o caminho encorajar os outros competidores, dizendo: “Se eu não vou desistir, você também não vai!”

 

Eli Reimar

Foto: divulgação/The Elisha Foundation
Foto: divulgação/The Elisha Foundation

Reimar tinha apenas 16 anos quando, em 2015, conseguiu alcançar um dos acampamentos base do Everest – localizado a mais de 5,3 mil metros de altura. Para chegar lá, o adolescente percorreu uma trilha de 112 quilômetros. O objetivo era promover o trabalho da Elisha Foundation, uma ONG dedicada a pessoas com necessidades especiais fundada por seus pais em 2005.

 

Karen Gaffney

Foto: Karen Gaffney Foundation/divulgação
Foto: Karen Gaffney Foundation/divulgação

Karen, de 41 anos, preside uma ONG dedicada a promover a inclusão de pessoas com síndrome de Down – e ela certamente é um exemplo disso. Em 2001, ela se tornou a primeira pessoa com a síndrome a cruzar a nado o Canal da Mancha. Em 2013, foi também pioneira ao receber um doutorado honoris causa da Universidade de Portland.

 

Garrett Holeve

Foto: Garret Holeve/divulgação
Foto: Garret Holeve/divulgação

Holeve é nada mais nada menos do que lutador de MMA. Ele participou tanto de lutas com pessoas sem necessidades especiais – que não valiam títulos, porque, embora seu desempenho seja muito expressivo, seus reflexos não são tão desenvolvidos – quanto com portadores de outras condições – pra valer.

 

Tim Harris

Foto: Facebook/Tim Harris
Foto: Facebook/Tim Harris

Harris foi o dono do Tim’s Place, o único restaurante dos Estados Unidos pertencente a alguém com síndrome de Down. Ele fundou o estabelecimento em Albuquerque, no Novo México, em 2010, com ajuda da família, mas encerrou as atividades do local em 2015 para se mudar para Denver, no Colorado, onde vive a sua namorada, que também tem síndrome de Down. Ele agora planeja abrir um restaurante na cidade.

 

Jamie Brewer

Foto: Wikimedia Commons.
Foto: Wikimedia Commons.

Jamie foi a primeira pessoa com síndrome de Down a desfilar na passarela da New York Fashion Week. Atriz e ativista, ela tem 33 anos e é conhecida por seus papéis na série American Horror Story. Graças a uma reivindicação liderada por ela, o Texas retirou a palavra retard de sua legislação como forma de se referir a pessoas com deficiência.

*****

Recomendamos também:

 

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também