Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
collage-santos herois
Entretenimento, Religião

Madre Teresa e João Paulo II como heróis da Marvel? Sim, isso aconteceu

Dois dos santos mais recentes e populares da Igreja Católica já foram desenhados pelos mesmos artistas que fizeram Vingadores, X-Men e outros super-heróis

Os heróis da Marvel fazem o maior sucesso nos quadrinhos há décadas. Homem Aranha, Capitão América, Homem de Ferro, Hulk, João Paulo II… Ops, João Paulo II? É isso mesmo: o papa polonês e Madre Teresa de Calcutá foram as estrelas de dois gibis lançados pelo estúdio nos anos oitenta.

Quem esteve por trás desses projetos foram dois padres, o americano Roy Gasnick e o polonês Mieczyslaw Malinski. O frei Gasnick, falecido no ano passado aos 81 anos, ensinou literatura e retórica inglesa numa universidade por quase dez anos, até que assumiu o escritório de comunicação da província de sua ordem religiosa, os franciscanos. Foi com Francisco de Assis que essa história começou.

Nos anos setenta, um representante da Marvel encontrou um frade franciscano em uma capela do Japão. O religioso comentou que São Francisco seria um ótimo super-herói. A Marvel gostou da ideia. Como Gasnick já tinha escrito uma biografia do santo e era um grande entusiasta do filme Irmão Sol, Irmã Lua – uma biografia de São Francisco e Santa Clara de Assis dirigida pelo renomado cineasta Franco Zeffirelli, em 1972 –, ele foi chamado para escrever o roteiro, junto com Jo Duffy, uma roteirista que já tinha escrito algumas histórias em quadrinhos do estúdio.

17-675x1024Para os desenhos, foi convocado John Buscema, que ganhou fama nos anos anteriores como responsável pela arte de numerosas edições dos Vingadores, Quarteto Fantástico, Surfista Prateado, Thor e Conan, entre outros. O sucesso da história em quadrinhos Francis: Brother of the Universe foi imediato: a revistinha vendeu mais de um milhão de edições. E, um dia, caiu nas mãos do papa.

Quando João Paulo II viu a história em quadrinhos sobre São Francisco de Assis, ficou entusiasmado e conversou sobre o assunto com o seu biógrafo e ex-colega nos estudos preparatórios para o sacerdócio, o padre polonês Mieczyslaw Malinski. Malinski então entrou em contato com a Marvel, perguntando se o estúdio não estaria interessado em produzir uma história em quadrinhos sobre o papa. O estúdio aceitou a proposta e usou como base a biografia escrita pelo padre.

O gibi, The Life of Pope John Paul II, ficou a cargo de Steven Grant, no roteiro, e John Tartaglione, nos desenhos. Grant escrevia para a Marvel há quatro anos e já tinha assinado diversas edições de Vingadores, Hulk e Homem-Aranha. Depois da publicação dos quadrinhos do papa polonês, ele ficaria conhecido especialmente por seu trabalho com o Justiceiro.

Já Tartaglione era mais conhecido como arte-finalista e, nessa função, trabalhou em dezenas de edições de Vingadores, X-Men, Demolidor e Capitão América, entre outros, na chamada Era de Prata dos quadrinhos. Ele foi escalado também para ilustrar a história em quadrinhos de Madre Teresa, Mother Teresa of Calcutta. O frei Gasnick voltou para roteirizar essa edição, em conjunto com David Michelinie, autor de várias edições de Homem de Ferro e Vingadores.

Gasnick apontou que os lugares onde as historinhas mais fizeram sucesso foram as universidades católicas, as prisões e os quartéis. No Brasil, a Editora Abril publicou A Vida do Papa João Paulo II em 1991. Os gibis de São Francisco e de Madre Teresa permanecem inéditos no Brasil.

Confira algumas imagens das raras publicações:

 

São Francisco de Assis

072915-l-comicrst30p

 

João Paulo II

17-675x1024

42

61-666x1024

p22-acting

p32-cleanitout

p38-kayaking p39-uncle

Capa da edição brasileira.
Capa da edição brasileira.

Madre Teresa de Calcutá

madre teresa na marvel

7

9

24

a1-700x438

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-no no Twitter.

 

Leia também