Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Saúde

Faça o teste caseiro para saber se você está dormindo menos do que o necessário

Poucas horas de sono prejudicam o processamento das emoções vividas durante o dia e têm um efeito devastador sobre o controle de açúcar no sangue.

É largamente difundida a informação de que o ideal é dormir entre sete e oito horas por noite. Boa parte da população, porém, não consegue. Um estudo recente revelou, aliás, que o brasileiro dorme em média 7h36 por noite, o que corresponder ao terceiro lugar mundial no ranking dos países que menos dormem, atrás apenas da Singapura e do Japão.

Existe um teste simples para saber se você tem déficit de sono. A técnica foi criada por Nathaniel Kleitman, da Universidade de Chicago, que a apresentou no documentário The Truth About Sleep (“A verdade sobre o sono”, em tradução livre), apresentado pelo médico britânico Michael Mosley, do programa da BBC Trust me, I’m a doctor.

Deixar o bebê chorar até dormir? Parece cruel, mas a ciência diz que não faz mal

O teste ajuda a medir a duração do período de latência, ou seja, aquele intervalo entre preparar-se para dormir e pegar no sono. Como funciona? Nas primeiras horas da tarde, deite-se em um quarto silencioso e escuro, segurando uma colher na mão na beira da cama. Logo abaixo, no chão, você deve colocar uma bandeja de metal.

Marque o horário e feche os olhos. Quando você adormecer, a colher cairá e o barulho de sua queda na bandeja o acordará. Quando isso acontecer, você deve voltar a olhar para o relógio e ver quanto tempo se passou.

Se você ficou acordado por pelo menos 15 minutos, é sinal de que você está dormindo o suficiente. Mas se dormiu em menos de cinco minutos, você tem um sério déficit de sono. Um tempo intermediário, como dez minutos, indica certa falta de sono. Uma versão mais simples do teste seria programar um alarme de 15 minutos e notar se você dorme nesse período.

Poucas horas de sono prejudicam o processamento das emoções vividas durante o dia, o que explica por que nos sentimos estressados e ansiosos quando dormimos pouco. Além disso, manter uma rotina com poucas horas de sono tem um efeito devastador sobre o controle de açúcar no sangue.

 

Com informações de BBC.

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também