Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Reprodução/YouTube
Reprodução/YouTube
Educação dos filhos

Eles têm 16 filhos, praticam homeschooling e os levam a 88 treinos de esporte toda semana

“Se eu soubesse que aos 40 eu teria 16 filhos, teria achado algo maluco”, conta Lyette, que com uma agenda estritamente definida, encontra tempo até para se exercitar e sair para jantar com as amigas.

O agente imobiliário David Reback, de 49 anos, e Lyette Reback, fundadora de uma instituição de caridade, de 44, são casados há 24 anos. Ela deu à luz a primeira filha do casal aos 21 anos e desde então tiveram outros quinze filhos, onze biológicos – todos nascidos de parto normal – e quatro adotados.

Com uma prole dessas, é de se imaginar que coisas simples, como um esporte praticado por um filho, cheguem a números de arregalar os olhos quando multiplicados por 16. E, de fato, Lyette leva os filhos a 88 sessões esportivas toda semana. Mas a família é organizada: com uma agenda estritamente definida, a mãe encontra tempo até para se exercitar e sair para jantar com as amigas.

Três dos 16 filhos em um dos momentos esportivos da família (foto: Reprodução/Instagram).
Três dos 16 filhos em um dos momentos esportivos da família (foto: Reprodução/Instagram).

“Se eu soubesse que aos 40 eu teria 16 filhos, teria achado algo maluco”, diz à Fox News a mãe de North Palm Beach, na Flórida. “No começo, quando havia apenas quatro ou cinco garotinhas, as pessoas já diziam: ‘Meu Deus, você ficou maluca, como você faz uma coisa dessas?’ Falavam piadas como: ‘Vocês não têm tevê?’ Obviamente, esses comentários vêm tanto da incredulidade como da suposição de que sou ignorante, mas não sou estúpida”.

“Agora que alguns deles já estão crescidos e se dando bem na vida, as pessoas veem que não se trata de um show de bizarrices e dizem: ‘Bem, talvez você não seja uma esquisitona’”, conta Lyette. “David e eu somos abençoados por poder ter filhos e acreditamos realmente que criar filhos é uma oportunidade incrível de fazer algo maravilhoso neste mundo. Acordo todo dia e penso: ‘Não acredito que vou fazer isso. Educar os filhos é o melhor trabalho do mundo’”.

Rotina

O dia de Lyette começa às 5:30. Ela escreve uma lista de afazeres e então se dedica à educação dos filhos – eles são educados na modalidade de homeschooling. Ela lhes ensina matemática, ciências, idiomas, história e arte. O calendário ainda prevê, por exemplo, que Trinity, de 13 anos, prepare as refeições, com a ajuda de Liberty, de 11. Enquanto isso, o filho Courson, de 12, lava, seca, passa e dobra as roupas com a ajuda de seus irmãos – são 42 “rodadas” de roupas na máquina toda semana.

Comemorando a medalha de Kemper, uma das filhas adolescentes, numa prova de triatlon.
Comemorando a medalha de Kemper, uma das filhas adolescentes, numa prova de triatlon.

A família gasta cerca de 2,3 mil reais por semana com alimentação – o que inclui 12 galões de leite, mais de 100 ovos, 18 quilos de frango e cerca de 20 quilos de batata. Além do estudo em casa e dos esportes, as crianças e jovens vão a performances de arte, participam de eventos da comunidade e fazem trabalho voluntário na instituição de caridade fundada pela mãe. A Believe With Me apoia as famílias de militares que perderam esposos, pais e filhos a serviço do país.

Mesmo com todos os eventos e sem nenhum empregado em casa, a família consegue fazer a maioria das refeições todos juntos – e uma vez por semana assistem a um filme. Além das 18 pessoas, a casa é habitada também por um cachorro e duas tartarugas. “É desafiador. Não há um só dia normal na casa dos Reback”, diz Lyette.

“Estou a cem por hora o tempo todo e às vezes isso me sobrecarrega”, confessa. “Pode ficar tão tumultuado que eu mal consiga lembrar meu nome, mas sempre vale a pena. Com as tarefas domésticas, às vezes eu penso: ‘Meu Deus, preciso pagar alguém para fazer isso agora’, porque é muito difícil fazer com que eles façam tudo do jeito certo. Mas no final das contas, o objetivo é ter uma casa asseada ou filhos responsáveis? Eu só quero que eles tenham uma boa formação ética”.

Para saber mais sobre eles acesse o site oficial da família Reback.

 

Took the crew to putt putt at @lighthousecovejupiter and we had a ball!

Uma publicação compartilhada por Lyette Reback (@lyettereback) em

 

Com informações de FOX News.
*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também