Diversão

13 atividades lúdicas para pais e professores fazerem na Semana da Criança

  • Por Angélica Favretto
  • 07/10/2016 16:51
  • Atualizado em 07/10/2020 às 15:37
Dicas de atividades lúdicas para que a Semana da Criança seja a mais divertida do ano para os pequenos.
Dicas de atividades lúdicas para que a Semana da Criança seja a mais divertida do ano para os pequenos.| Foto: Cottonbro/Pexels

Em diversas escolas de educação infantil e dos anos iniciais do Ensino Fundamental, a comemoração do Dia das Crianças se estende por toda a semana, dando origem à Semana das Crianças. A intenção é trazer atividades lúdicas que vão além daquilo que costuma ser comum ao dia a dia escolar, tornando esses dias do mês de outubro os mais divertidos.

Siga o Sempre Família no Instagram!

Claro que neste ano atípico essas atividades precisam ser adaptadas, mas mesmo os pais conseguem reproduzir as brincadeiras que trazemos aqui nesta lista. É importante lembrar que o lúdico pode ajudar em muito na saúde mental dessas crianças e adolescentes que há tanto tempo estão vivendo em restrição social. Aproveite nossas dicas!

3 a 8 anos

  • Oficina de fantoches: com rolos de papel-higiênico ou papel toalha cortado ao meio, ou ainda pacotes para pipoca, mais canetinhas, giz de cera, pedaços de lã, cola branca e enfeites à sua escolha, é possível criar fantoches divertidos com as crianças e depois montar até um teatro.
  • Caminho colorido: procure um grande espaço na escola e disponha pedaços de papel kraft ou rascunhos de impressão fazendo um longo caminho. Agora, a parte que exige maior cuidado, mas que também vai ser uma grande diversão: pinte os pezinhos das crianças em tinta e faça com que elas caminhem por cima das folhas. Vai ser demais!
  • Dia do chapéu maluco: monte chapéus com cartolina. Eles podem ter o formato de cone, por exemplo. Use papel colorido, cola colorida, pedaços de fita ou lã, gliter e até mesmo folhas secas, para decorar. Eles devem passar o dia com suas obras de arte!
  • Oficina de carrinhos: garrafa pet, tampinhas das garrafas, cola colorida, gliter e papel colorido são os itens básicos para montar os carrinhos, que podem ser puxados por um pedaço de lã.
  • Eu sou eu, e você é você: peça para que cada criança deite em cima de pedaços grandes de papel kraft. Desenhe a silhueta de cada uma delas e entregue de volta, para que elas possam completar com olhos, boca, nariz, roupas e o que mais elas acharem importante.
  • Circuito do saci: em um espaço amplo distribua bambolês, cones e deixe um espaço para corrida. A ideia é que em um pé só elas possam percorrer o circuito todo.

9 a 14 anos

  • Vôlei de lençol: é simples. Divida as crianças em equipes e dê lençóis de casal para cada uma. A intenção é fazer com que, em grupo, eles façam a bola passar de um lado ao outro da rede. Uma bola de vôlei de praia pode facilitar.
  • Quebra cabeça: distribua revistas e peça para que as crianças escolham figuras de propagandas. Em seguida, com canetas, eles deverão fazer formas que possam, após o recorte, se encaixar. Após isso, eles devem cola a folha em um pedaço de cartolina e papel cartão e recortar as peças.
  • Uma história maluca: em um baú coloque os mais variados objetos. Peça que as crianças comecem contando uma história e à medida em que falam, vá mostrando os objetos pedindo que entrem na história.
  • Futebol de dois: separe duplas e depois amarre os pulsos dos alunos com um lenço. A intenção é que haja trabalha em equipe para que conquistem pontos no jogo.
  • Advinha o que é: um adulto sai da sala com uma criança ou adolescente e diz a ele uma palavra. Quando ele voltar terá de representar aos colegas o que lhe foi passado. O restante das pessoas é dividida em dois grupos.
  • Gincana: faça um circuito de atividades com brincadeiras como dança da laranja, corrida de saco, corrida com ovo na colher, e passar por um túnel que pode ser feito com cadeiras ou bambolês, bala na farinha e corrida de revezamento.
  • Pique bandeira: separe as crianças ou adolescentes em dois grupos e coloque no centro da linha de fundo das equipes, uma bandeirinha. Aos alunos caberá tentar pegar a bandeira adversária sem que alguém toque nele. Se tocou, congelou. E só descongela quando um componente da sua equipe o resgata com um toque
Deixe sua opinião

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.