Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
pais de adolescentes 1
Essa fase de mudanças fisiológicas e socioculturais pode interferir na relação entre pais e filhos. Foto: Pixabay
Educação dos filhos

É possível melhorar o relacionamento com filhos adolescentes com estes 5 princípios

Saber como lidar com o adolescente durante essa busca por autonomia evita conflitos e auxilia no desenvolvimento emocional saudável dos filhos

A adolescência é uma fase de muitas mudanças fisiológicas e socioculturais que podem interferir na relação entre pais e filhos. De maneira geral, a transição entre a infância e a fase adulta — que ocorre entre 12 e 18 anos de idade — é marcada pela maior independência do indivíduo e pelas tentativas de tomar decisões sozinho, aprendendo com os próprios erros.

Isso pode frustrar alguns pais e gerar conflitos no decorrer no processo. Por isso, é necessário estar preparado para enfrentar as mudanças que virão e saber como lidar com o adolescente durante essa busca por autonomia. Abaixo estão cinco princípios listados pelo portal LaFamilia.info, que podem ajudar na relação familiar durante essa fase e contribuir para o desenvolvimento emocional saudável dos filhos.

1. Faixa etária definida

Há uma grande diferença entre ser criança e ser um jovem ou um adulto, e os adolescentes percebem isso. Ao entrar nessa fase, eles começam a ver os pais e o mundo de maneira diferente e não se sentem mais crianças. No entanto, ainda não sabem como mudar suas ações infantis e precisam da ajuda dos pais para definir o que está ocorrendo e saber lidar com a situação de maneira adequada.

2. Autonomia guiada

Entre as novidades da nova fase estão as chances de tomar decisões e de desenvolver o senso de autoridade. Afinal, crianças dependem dos pais para tudo, mas os jovens querem oportunidades para exercer sua autonomia. Isso é normal, saudável e deve ser encorajado pelos pais. Para isso, é necessário apresentar aos filhos chances de tomar decisões e de cometer erros porque isso faz parte do desenvolvimento e os ajudará a lidar com problemas quando os pais não estiverem presentes.

3. Compreensão

Também há situações em que o adolescente não sabe o que sente e não entende as razões de seu comportamento. Nesses momentos, é muito importante que ele perceba o esforço dos pais em entendê-lo. Por isso, sente-se com ele, ouça o que tem a dizer e conte uma experiência semelhante que viveu quando tinha a mesma idade. Além disso, o oriente na tomada de decisões e o auxilie a enxergar os prós e contras de cada opção disponível. Dessa forma, o adolescente perceberá que, mesmo sem o entender completamente, vocês estão fazendo o possível para compreendê-lo.

4. Amor

As crianças podem sentir em algum momento que não são amadas ou que o relacionamento dos pais é diferente com algum dos irmãos. Para evitar isso, é necessário identificar as necessidades individuais de cada filho e demonstrar carinho com expressões de amor, tempo de qualidade e a realização de atividades que eles gostem. Entre as opções estão o preparo de alguma refeição juntos, o desenvolvimento de um projeto ou um passeio. Dê tempo e atenção individual a cada um dos filhos.

5. Respeito

Adolescentes sabem quando cometem erros e estão dispostos a ser corrigidos e superar situações difíceis com ajuda e orientação. Então, é importante sentar com o filho quando ele estiver errado, conversar sobre o que ocorreu e o auxiliar a tirar algum aprendizado da situação para evitar que a falha seja repetida. O respeito é a chave para ensinar.

 

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também