Postagem polêmica da Turma da Mônica no Facebook gera acusações de apologia ao aborto

  • 30/06/2016 08:30
Facebook/Revista da Turma da Mônica Jovem
Facebook/Revista da Turma da Mônica Jovem| Foto:

Uma publicação recente na página da Revista da Turma da Mônica Jovem, no Facebook, gerou um grande debate em torno das questões ligadas ao aborto. Isso porque na imagem divulgada, a personagem Mônica faz uso enfático da frase “meu corpo, minhas regras”, frase comumente usada por grupos feministas para defender a legalização do aborto. Para agravar as suspeitas dos críticos, a Maurício de Sousa Produções anunciou recentemente que se associou à ONU Mulheres, órgão das Nações Unidas que, entre outras ações, financia e promove o aborto em países subdesenvolvidos.

O contexto em que a fala da personagem aparece, diz respeito à história “Dentuça, eu?”, publicada na revista impressa nº 94, quando os melhores amigos da Mônica opinam se ela deve ou não usar um aparelho dentário, por questões estéticas. Na história, a personagem reclama da atitude de todos e afirma que a decisão é dela, usando a frase que gerou ampla crítica dos ativistas pró-vida.  A cena em que Mônica parece gritar a frase foi postada no dia 18 de junho de forma isolada na página oficial da revista na rede social. Até o fechamento desta texto, o post contava com 511 comentários, 786 compartilhamentos e 2,3 mil interações (entre curtidas e reações).

Entre os comentários na postagem as opiniões vão desde aqueles que sinalizam que deixarão de assinar, recomendar ou permitir que seus filhos leiam a revista, até outros que defendem o material, mostrando que da maneira como foi publicado está fora do contexto e não tem relação alguma com o aborto. Parte dos críticos alega, nas redes sociais, que o público alvo da revista ainda não está preparado para discernir os diferentes contextos em que a frase poderia ser usada e que, como seu uso mais comum é como palavra de ordem de militantes do aborto legalizado, aquela forma de publicação, isolada e fora de contexto, feita por um canal oficial da personagem, configura um tipo velado de doutrinação.

Diante de tamanha repercussão, a Panini, editora que publica o Turma da Mônica Jovem, fez outra postagem, dessa vez com as quatro páginas da história, mostrando o contexto em que a polêmica imagem estaria inserida. Eles explicam, ainda, que qualquer interpretação fora do proposto pela história “Dentuça, eu?”, é inadequada. Em nota enviada ao Sempre Família, a assessoria de imprensa da Maurício de Sousa Produções afirma que em mais de 50 anos de publicações, a marca nunca entrou em questões como a do aborto, justamente por respeitar a diversidade de pensamento dos seus leitores.

 

 

 

moonica e aborto 02 Postagem posterior, feita pela página para explicar o contexto da frase postada anteriormente. Veja a história ampliada abaixo.

 

TMJ 94 p89 a92 Ampliação da imagem anterior.
Deixe sua opinião

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.