Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Educação dos filhos

Como falar sobre saudade com as crianças?

É importante não apresentar a saudade somente pelo viés da tristeza, mas reforçar a alegria que é reencontrar alguém especial de quem se sente falta

Por definição, a saudade é um sentimento melancólico devido ao afastamento de uma pessoa ou de um lugar. Mas nem sempre ele precisa ter essa carga de tristeza. É possível sentir-se saudoso de um momento especial em família e lembrar disso com alegria por ter passado por aquela experiência. E essas nuances da saudade é que fazem dela um sentimento muito mais complexo do que se imagina e, se para um adulto já é complicado entende-lo, o que dizer então às crianças?

A coordenadora da Educação Infantil do Colégio Marista Cascavel, Rafaelly Carvalho da Silva Molina explica que é um grande desafio saber lidar com esse sentimento, justamente por ele vir carregado das mais diversas emoções como alegria ou sofrimento. Mas ela afirma que é imprescindível que os pais falem com seus filhos sobre a saudade, para que elas possam amadurecer. “A partir do momento que a criança compreende que algumas experiências podem ser superadas e geram a saudade, ela entende o quão satisfatório é saber lidar com os obstáculos e desafios que resultam em reforçadores positivos e não frustrações”.

6 problemas de comportamento comuns nas crianças e como resolvê-los

Para falar de saudade com os filhos, os pais devem primeiramente estar atentos ao comportamento dos pequenos. Notar qualquer mudança de humor decorrida do afastamento de um amigo de escola ou perceber o quanto ele comenta dos dias incríveis que passou na casa dos avós durante as férias. Essas são pequenas portas que se abrem para a conversa. “Uma presença significativa na vida da criança é essencial para dar segurança para que ela fale de seus sentimentos”, lembra Rafaelly.

É importante ressaltar que os pais não devem mostrar a saudade somente pelo viés da tristeza. “A saudade gera memória e recordações. Quando essas recordações boas nos fazem sentir vontade de revivê-la e de ‘matar a saudade’, isso é algo muito bom”, aponta Daniela Brocca, coordenadora do Ensino Fundamental do Colégio Marista São Luís. Por isso, lembrar a criança do quanto é mágico reencontrar os avós após meses distantes ou rever os amigos da escola após as férias, é uma sugestão de como abordar o tema com ela.

Aliás, não só os pais, mas outros membros da família e até a escola têm seu papel na trilha da criança pela compreensão do que é a saudade. “É importante que as crianças saibam que sempre terão adultos confiáveis ao seu redor, seja na estrutura familiar ou nos espaços escolares”, afirma Rafaelly. Só assim elas não terão medo de criar e recriar, de errar ou tomar suas próprias decisões, de falar da falta que sentem de algo ou alguém. Saber da experiência daqueles que ela ama, em relação à saudade, também é um passo para o entendimento desse nobre sentimento.

 

***

Recomendamos também:

***

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

 

 

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também