Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Pais e filhos

Como escolher a cadeirinha de carro ideal para o seu filho?

Conheça as particularidades de cada modelo de cadeirinha de carro e escolha a ideal para a sua realidade

Antes de escolher um dispositivo de retenção infantil para o seu bebê, é essencial analisar informações muito além de design e preço. Por isso, preparamos esse guia para te ajudar a escolher a cadeirinha de carro mais segura e que se adaptará melhor às suas necessidades. Pamela Schuh, que é gerente de vendas da loja Xiquita Premium em Curitiba e possui mais de cinco anos de experiência no segmento infantil, conta que a segurança das crianças deve vir em primeiro lugar e que todos os passos devem ser seguidos corretamente desde o início da procura por uma cadeirinha de carro, até sua instalação. “Nosso objetivo é conscientizar aos pais da importância dos processos serem seguidos visando sempre o melhor para a criança”.

Entenda a importância de uma cadeirinha de carro

Instituída pela regulamentação nº 277/08 do CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito) com o objetivo de garantir a segurança e a redução de mortes de crianças no trânsito, a cadeirinha para carro, seja qual for o modelo escolhido, é imprescindível para proteger os pequenos.

De acordo com a organização não governamental Criança Segura, há mais de 70% de chances de reduzir uma fatalidade quando a criança está em um veículo devidamente segura.

Caso seja desrespeitada essa lei, além de deixar as crianças em maior vulnerabilidade, os pais cometem multa gravíssima com retenção do veículo. Com isso, toda criança que tenha menos de 10 anos deve usar um dispositivo de retenção.

Como saber qual dispositivo comprar?

Os três modelos existentes no mercado são o bebê-conforto, a cadeirinha reversível e o assento de elevação. Os três são classificados pela idade, peso e funcionalidade. Conheça suas particularidades e escolha o modelo que mais se encaixa em sua realidade.

  • Bebê conforto

Caso os papais desejem um dispositivo para ser utilizado tanto no veículo quanto para facilitar e deixar o dia a dia mais prático, o bebê conforto é excelente. Além de possibilitar um local para que o bebê possa tirar pequenas sonecas, principalmente quando está fora de casa, ele é um dos meios mais seguros de se locomover com o bebê para onde precisar ir.

É indicado para crianças de 0 a 9 kg , em média até 1 ano de idade. Pamela traz orientações quanto o melhor uso dele. “Para trocar por outro dispositivo, o parâmetro é analisar quando a ponta da orelhinha estiver passando a estrutura do bebê conforto e quando os pezinhos já encostarem no assento do carro”.

  • Cadeira reversível

Diferentemente do bebê conforto, a cadeira reversível, conhecida como cadeirinha de carro, possui a vantagem de poder ser usada em todas as fases da criança, até os 10 anos, o que pode ser mais econômico e prático, porém, não servirá como transporte dos pequenos fora do veículo. “Uma dica extra aos pais é que quanto mais tempo a criança puder usar a base da cadeirinha prendida ao cinto, mais protegida e segura ela estará”, aconselha Pamela.

As cadeirinhas de carro podem ser divididas em três grupos:

– Grupo 1: 0 a 18 kg;

– Grupo 2: 0 a 25 kg

– Grupo 3: 9 a 36 kg.

  • Assento de elevação

Indicado para crianças entre quatro e oito anos com mais de 15 kg, o assento de elevação é utilizado por crianças que ainda não atingiram a altura de 1,45 m – adequada para a utilização do cinto de carro. Com esse tipo de assento, as principais partes do corpo da criança – tórax, quadril e meio do ombro – ficam protegidos.

Especificidades técnicas para a compra dos dispositivos de retenção

Sabendo qual será sua escolha de dispositivo, seja bebê conforto, cadeira reversível ou assento de elevação, é de extrema importância que alguns requisitos de segurança sejam avaliados, tanto no produto quanto em seu carro. A gerente da Xiquita orienta os aspectos que devem ser observados:

  • INMETRO: A primeira coisa a ser feita é verificar se a cadeirinha possui o selo do INMETRO, pois ele é um indicativo de que a cadeira passou por rigorosos testes de segurança e obteve resultado satisfatório. Apesar de ser obrigatório desde março de 2009, os pais precisam ficar atentos e verificar se o produto possui mesmo essa certificação.
  • Isofix: Depois, é preciso que seja analisado se o seu veículo possui sistema isofix, que é um sistema internacional de fixação de cadeiras a qual o dispositivo se encaixa de forma rápida e fácil ao chassi do veículo e garante mais segurança na instalação dos dispositivos. Caso não haja, existem adaptadores que se encaixam para deixar mais seguro que apenas sendo instalado no cinto de segurança.
  • Cinto de três pontos: Independente de qual seja o dispositivo, o ideal é que seja instalado no banco central, pois com uma possível colisão lateral, a criança não sofreria com o impacto e ficaria livre das ferragens. Mas, como a grande maioria dos modelos de carro não possuem cinto de três pontos no banco central, pode ser colocado em uma das laterais.

Instalação adequada é essencial

Mesmo que essa seja uma parte que as pessoas costumam não dar muita atenção, ler o manual de instruções é o primeiro passo para uma instalação correta do seu dispositivo de retenção. “Cada categoria de cadeirinha de carro possui sua peculiaridade e é essencial que seja seguido o manual do fabricante do produto”, orienta Pamela.

Outra orientação importante é que o bebê conforto e cadeiras de 0 a 13 kg devem ser instaladas contra o movimento. “A principal razão disso é porque pescoço e costas ficam mais protegidos caso haja algum impacto. E para as crianças um pouco maiores, o cinto do carro deve estar sem folga, enquanto o cinto da cadeira deve ter somente um dedo de folga, assim garantimos a segurança total”, diz Pamela.

Aos pais que moram em Curitiba, a Xiquita fez uma parceria com a ONG Criança Segura e seus profissionais foram treinados por eles para instalar, gratuitamente, a todos os pais que desejarem nas lojas Premiuns da Xiquita, mesmo que não tenham efetuado a compra em sua loja. “Prestamos esse serviço gratuitamente tanto para nossos clientes quanto aos demais pais, pois prezamos pela segurança de nossas crianças e sabemos da extrema importância e diferença que uma instalação correta faz”, finaliza Pamela.

***

Recomendamos também:

***

Acompanhe-nos nas redes sociais: Facebook Twitter | YouTube

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também