Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Foto: divulgação/Marcha pela Vida de Fortaleza 2014
Foto: divulgação/Marcha pela Vida de Fortaleza 2014
Defesa da Vida

78% das brasileiras é contra a legalização do aborto no país, mostra pesquisa

A rejeição à prática é alta mesmo quando se consideram apenas as mais jovens ou com mais escolaridade

O número de brasileiras contrárias ao aborto é bem maior do que as que defendem a prática. Esse é um dos resultados divulgados por um recente levantamento feito pelo Instituto Paraná Pesquisa. Segundo o estudo, 78% das mulheres entrevistadas não apoia a legalização do aborto no país.

Quando se contabilizam as respostas dos homens para a mesma questão, o número e pessoas que se opõe ao aborto cai para 74%, um ponto a mais do que o constatado por outra pesquisa do mesmo instituto em agosto desse ano.

Entre os mais jovens, considerando a faixa etária que vai de 16 a 24 anos, a maioria (69%) se opõe à legalização. A rejeição permanece alta quando se consideram apenas os entrevistados com ensino superior completo. Nessa categoria, 62% declaram-se contra a legalização do aborto, enquanto 33% dizem apoia-la.

O que você pode fazer para que o STF não legalize o aborto em caso de zika vírus

Para este levantamento o Instituto Paraná Pesquisas ouviu 2 mil eleitores de 24 estados do país, mais o Distrito federal, em cerca de 150 municípios. No mesmo questionário, além do tema aborto, foram feitas perguntas sobre intervenção militar, situação política e econômica do país, mercado de trabalho e Operação Lava Jato.

 

Veja a íntegra da pesquisa

 

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-no no Twitter.

 

7 Comentários
  1. É absurdo requisitar que se permita, legalmente, o aborto. Se a vida humana é inegociável e tirá-la é inaceitável, o aborto em QUALQUER MOMENTO após a concepção não pode ser autorizado por se tratar de um assassinato em potencial. Autorizar o aborto após a concepção seria o Estado, sem qualquer evidência conclusiva, aceitar que se cometa algo que, a se verificar
    com o avanço científico, pode ser um verdadeiro genocídio. Não há base lógica alguma nisso.
    http://empregosuberlandia.com.br/

  2. É que a MAIORIA ainda tem um pouco de vergonha na cara. Não quer filhos? Previna-se. Meios e meios não faltam. O que falta é RESPONSABILIDADE para assumir seus atos. A maioria que é à favor, são pessoas bem estruturadas na vida, têm informação de sobra. Por que não USA essa informação à seu favor? Não quero dar o MEU LUGAR quando decidir ser mãe, a uma vagabunda que quer abortar. E não quero o meu imposto bancando safadeza de algumas irresponsáveis! Pessoas que tem caráter e consciência se previnem! Mas, feministas não sabem o que é senso de responsabilidade, só querem aprovação para a sua irresponsabilidade sem se sentirem culpadas! E quem garante que aborto sendo liberado terão AQUELE atendimento? Se não tem nem para quem quer seu filho? Seria até absurdo ser ótimo atendimento para tirar e a coitada lá no hospital esperando para ser atendida com dignidade! #FEMINISTASSÃORETARDADAS.

Leia também