Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Casamento e Compromisso

Especialista em relação familiar lista 7 princípios para um casamento duradouro

Em livro, especialista apresenta o resultado de entrevistas feitas com centenas de casais durante cerca de 40 anos de estudos nas áreas de estabilidade conjugal e parentalidade

John Gottman é psicólogo, terapeuta e estudioso das relações familiares, e desenvolveu por cerca de 40 anos uma grande diversidade de estudos nas áreas de estabilidade conjugal e parentalidade. Suas pesquisas e contribuições para a psicologia lhe renderam uma série de prêmios e, para aprofundar o conhecimento na área familiar, ele também fundou o Instituto Gotmann (especializado em pesquisas relacionais), juntamente com sua esposa Julie. Além disso, Gottman transformou alguns de seus estudos em livros, para que eles pudessem impactar diretamente as famílias ao redor do mundo. E é em um deles que ele fala sobre os princípios que fazem com que um casamento funcione. Em Os sete princípios para o casamento dar certo, Gottman mostra o resultado de entrevistas feitas com centenas de casais, ao longo de anos, que se dispuseram a dizer não ao divórcio e lidar com os problemas a dois. Eis aqui os princípios listados pelo terapeuta em seu livro.

1. Faça um mapa emocional de seu relacionamento

Em um relacionamento é preciso se conhecer profundamente e também ao seu parceiro. Embora seja difícil conviver com os defeitos do outro, é necessário se colocar no seu lugar e entender o motivo pelos quais as coisas acontecem com ele. De acordo com Gottman, o primeiro passo é fazer um mapa emocional. Com ele você descobrirá os detalhes sobre o mundo interno e externo do seu cônjuge. É uma maneira de conhecer os sonhos dele, os detalhes de seu dia, saber o que costuma incomoda-lo no trabalho e a coisa mais traumática que já lhe que aconteceu.  Parece vago olhar desde problemas do passado até os do presente, entre grandes e pequenas questões, mas é assim que se conhece o todo. Aí é só continuar atualizando isso à medida que crescem e mudam juntos. “Se você realmente não conhece alguém, como você pode de fato amá-lo?”, questiona Gottman.

2. Cultive carinho e admiração um pelo outro

Carinho e admiração formam a base de um relacionamento forte. Às vezes as tensões da vida e do casamento fazem com que vocês não sejam afetuosos um com o outro. Gottman sugere falar sobre os primeiros dias do seu relacionamento e como vocês se conheceram e se apaixonaram. Esse exercício pode ajudar a trazer à tona sentimentos que talvez pudessem estar esquecidas.

3. Mantenham-se próximos mesmo em meio aos problemas

Durante a convivência é natural surgirem conflitos e diante de uma crise é fácil ofender e ferir o cônjuge. Mas em um momento de conflito é preciso para, colocar os pensamentos em ordem e buscar a solução juntos. Não será fácil e não será rápido, mas ao atravessar por todos os problemas que vierem, sempre olhando um para o outro e não se deixando levar pela raiva do momento, o relacionamento será fortalecido ao final. O olho no olho aproxima sempre.

4. Ouça sempre o outro lado

Aprender a ceder e se comprometer é fundamental. Ouvir a opinião do seu parceiro é necessário em momentos de dúvida. O orgulho não pode falar mais alto e não é fraqueza escutar o que o outro diz, ponderar e, porque não, aceitar. Nem um dos dois é o dono da verdade e quando se tem um equilíbrio nas opiniões, o casamento caminha bem.

5. Resolva seus problemas de fato

Iniciar a conversa suavemente, com um tom baixo, em vez gritar ou reagir duramente em uma discussão é o primeiro passo. Opte também por se concentrar na solução dos problemas atuais e não remoer aquilo que erroneamente ainda não foi resolvido entre vocês. Cada questão deve ser colocada na mesa de uma vez para que não haja confusão e assim haja uma resolução de fato.

6. Aprecie os desejos e sonhos um do outro

Ajudar uns aos outros a realizar seus sonhos é um dos objetivos do casamento. Às vezes há um sonho que foi esquecido, que não é evidente, mas precisa ser desenterrado e realizado por ambas as partes. Se um sonho dele for realizado com sua ajuda terá outro valor. Isso pode dar sentido à vida do seu parceiro e ajudará a manter um relacionamento harmonioso.

7. Encontrem algo significativo a ser compartilhado pelos dois

Talvez a fé seja profundamente importante para ambos ou talvez os dois sejam comprometidos com trabalhos voluntários. Se tiverem o mesmo propósito de vida e compartilharem essa questão, isso poderá fortalecer o vínculo entre o casal. Se ainda não tiverem algo significativo para compartilhar, Gottman sugere atividades como servir moradores de rua ou visitar idosos. Momentos como estes são bastante valiosos para que a visão global do casal seja ampliada e um valor especial seja transmitido até mesmo para os filhos.

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também