Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Educação dos filhos

7 dicas para tornar reuniões familiares benéficas e agradáveis a todos

Esses encontros podem ser a ocasião de resolver conflitos familiares, bem como tomar decisões relativas a mudanças importantes, viagens, datas e muito mais

A família é uma peça chave no desenvolvimento de todas as pessoas. Mas, como tudo na vida, nada é perfeito e no dia-a-dia pode ser preciso aparar algumas arestas, originadas de mal-entendidos ou do distanciamento emocional entre os membros da família. Mas se o problema é o distanciamento, a solução é a aproximação. Apostar em reunir a família com mais frequência para conversar sobre os possíveis problemas repercutirá muito positivamente em todos os seus membros.

Essas reuniões podem ser a ocasião de, com diálogo e paciência, resolver conflitos resultantes da interação entre os familiares, bem como tomar decisões relativas a mudanças importantes, viagens, datas, etc. São, ainda, uma oportunidade sensacional para que todos vejam que podem contribuir com a família para o bem de todos.

A American Academy of Pediatrics publicou uma lista de conselhos para que essas reuniões familiares possam dar o seu melhor fruto:

  • 1) As reuniões devem acontecer de forma regular, sempre no mesmo horário – por exemplo, logo depois do jantar.
  • 2) Os pais devem desempenhar o papel de moderadores da discussão, assegurando-se de que as regras estejam bem claras.
  • 3) Os temas das reuniões devem se centrar nas necessidades de cada membro e de toda a família, sem esquecer os acontecimentos positivos e os esforços realizados para melhoras.
  • 4) Cada membro da família deve ter a oportunidade de falar e mostrar o seu ponto de vista, sem interromper os outros nem faltar com o respeito.
  • 5) A reunião não é o momento de dar broncas, castigar, desabafar, jogar na cara os erros do passado ou pôr sob os holofotes os erros de uma pessoa em particular.
  • 6) Os acordos alcançados nas reuniões devem ser aceitos por todos. Foram fruto de um debate e neles estão presentes os pontos de vista de todos. Esses acordos, e não as opiniões particulares, serão o ponto de referência para as futuras reuniões e para a vida da família.
  • 7) Antes de encerrar a reunião, é importante dar espaço para uma autocrítica da própria reunião: quem quiser poderá dizer o que achou do encaminhamento da reunião e o que poderia ser feito para que a próxima seja melhor.

 

Com informações de Hacer Familia.

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também