Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Virtudes e Valores

9 formas de ajudar um amigo com depressão sem descuidar de si mesmo

Uma em cada 20 pessoas no Brasil tem depressão – uma condição séria que precisa de ajuda médica. Mas você também pode fazer a sua parte.

A depressão afeta 322 milhões de pessoas no mundo, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) referentes a 2015, o que faz da doença a maior causa de incapacitação do mundo. No continente americano, o Brasil só fica atrás dos Estados Unidos nesse quesito: 11,5 milhões de brasileiros sofrem com esse problema – 5,8% da população, ou uma em cada 20 pessoas. Certamente você conhece alguém que sofre de depressão. Mas como é possível oferecer ajuda a essas pessoas?

O primeiro passo para ajudar alguém com depressão é entender a doença: a depressão, em termos médicos, é caracterizada por baixo humor persistente e “anedonia” (a incapacidade de sentir prazer) durante longos períodos. É uma condição séria e a pessoa vai precisar não só do apoio da família e dos amigos, que não devem subestimar o problema, mas de ajuda profissional. Confira algumas dicas para fazer a sua parte:

 

  1. Seja compreensivo e não subestime a depressão

Pessoas com depressão têm um transtorno mental grave que não pode ser superado apenas com força de vontade ou simplesmente mudando de perspectiva. Se você estiver ajudando um amigo com depressão, não adianta dizer para ele “sair dessa”. Depressão não é aquela tristeza que você estava sentindo em uma época e que você resolveu com um “pensamento positivo” ou com “muita fé”. Familiarize-se com o fato da depressão ser uma doença.

 

  1. Incentive a procurar ajuda

Uma das melhores coisas que você pode fazer para alguém com depressão é incentivá-lo a obter alguma ajuda séria. Seu trabalho como amigo não é tratá-los. Pessoas nessa condição precisam de psicoterapia e tratamento medicamentoso, conforme as recomendações de seu médico.

 

  1. Ajude a pessoa a cuidar de si mesma

Pessoas com depressão muitas vezes têm dificuldade para se cuidarem adequadamente e não comem direito, não dormem em horários corretos, nem mantêm seus ambientes organizados. Preste atenção a isso e incentive-as a cuidarem de si mesmas. Você pode fazer isso de forma discreta e amigável, com pequenas medidas práticas, como chamando-as para acompanhar você em alguma atividade de manhã, de modo a tirá-las da cama.

 

  1. Convide para uma caminhada

O exercício físico é muito bom para a depressão, assim como sair de casa. Insistir no convite para uma caminhada é uma boa maneira de tirá-los de casa, mas você não precisa inventar nenhuma conversa fiada e alegre se eles se sentirem exaustos e ficarem calados; apenas escute sem julgar, viva a comunhão no silêncio e deixe claro que você ama a sua companhia de qualquer maneira.

 

  1. Ajude a questionar seus pensamentos negativos

A depressão é caracterizada em muitos casos por padrões de pensamentos negativos graves sobre a autoestima. A psicoterapia ajuda a pessoa a reconhecer esses padrões e questioná-los, mas você também pode fazer a sua parte. Na prática, isso significa que se o seu amigo diz coisas como “eu sou tão horrível”, “ninguém gosta de mim”, “eu me sinto inútil”, ou outras declarações depressivas, seja firme em contradizê-lo. Pergunte por que ele se sente assim e procure mostrar-lhe que existem outras interpretações possíveis para os motivos que ele tem em mente.

 

  1. Não tente resolver as coisas com punições

Ser amigo de uma pessoa depressiva pode ser difícil. Mas as ameaças não ajudam em nada. Dizer coisas como “se você não se animar, eu vou parar de falar com você” não é uma boa maneira de ajudar – as pessoas depressivas já têm pensamentos negativos suficientes sobre si mesmas. Isso só reforça a sua baixa autoestima. Em vez disso, tente ser positivo: elogie quando ver que eles fizeram algo especial no cuidado de si mesmos, de maneira amiga e não condescendente.

 

  1. Não espere resoluções rápidas

Depressão não desaparece magicamente quando as pessoas começam a fazer psicoterapia ou a tomar remédios que alteram o humor. É, muitas vezes, uma condição de longo prazo que exige a administração frequente. Quem inicia o tratamento se torna melhor em desafiar seus processos de pensamento e passa a se cuidar melhor quando está para baixo. Mas ainda haverá períodos muito ruins, em que o apoio dos amigos continua sendo importante.

 

  1. Não deixe o seu amigo sozinho – principalmente nos dias ruins

Percebeu que o seu amigo está em um dia especialmente difícil? Faça um gesto simples, mas concreto, de proximidade. Mande uma mensagem, tague ele em alguma piada nas redes sociais, faça uma visita – qualquer coisa que mostre a ele que ele é importante e está sendo lembrado com carinho.

 

  1. Cuide de si mesmo

Não é seu trabalho tratar ou salvar um amigo depressivo e, às vezes, a experiência pode ser difícil e desgastante. Procure apoio e conselhos de especialistas e lembre-se de ter tempo para si mesmo quando você precisar. Os melhores amigos para depressivos são aqueles que sabem o momento certo de se despedir e dar um espaço: caso contrário, pode-se correr o risco de deixá-los ainda mais para baixo ou de gerar um processo de dependência emocional nada saudável.

 

Com informações de Aleteia.

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também