Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Virtudes e Valores

10 campanhas do agasalho com as quais contribuir neste inverno

Desde as mais tradicionais ações até as promovidas via internet, essas mobilizações são responsáveis por tornar melhor a vida de muitas famílias

A época mais fria do ano pode se tornar também a mais quente. É que apesar das temperaturas baixas, e das mãos e rostos sempre gelados, é nessa estação que os corações se aquecem. O resultado disso é que a solidariedade aflora nas pessoas, que passam a contribuir com os menos favorecidos doando roupas, sapatos, cobertores e todo o tipo de suprimento necessário para atravessar os meses mais frios do ano.

Desde órgãos públicos até a iniciativa privada, passando por mobilizações organizadas por pessoas comuns, e ainda algumas ações online, são muitas são as campanhas de arrecadação em todo o país. Selecionamos dez delas para você conhecer e ficar animado a ajudar.

 

Puket – Meias do Bem: as 160 lojas da marca em todo o país, e alguns parceiros, recebem doações de meias sem par ou que já estejam bastante usadas, para a confecção de cobertores que serão entregues aos mais necessitados. Cada pessoa que recebe um dos cobertores produzidos pela Puket, ganha também meias novas. Saiba mais do projeto no vídeo promocional (abaixo) e acesse o site para encontrar os locais de entrega na sua cidade

 

Shopping São José (Curitiba e região): mesmo sem sair de casa é possível contribuir. O Shopping São José, localizado em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, criou uma ação em que é possível contribuir via Facebook. Na fanpage do shopping há uma publicação sobre a campanha, e cada curtida nela equivale a R$ 1,00 que será revertido na compra de mantas. O post pode atingir 2 mil curtidas e a campanha vai até 25 de junho.

 

Cruz Vermelha Brasileira em São Paulo: desde 2009 a seção paulistana da Cruz Vermelha promove arrecadações, sempre entre os meses de março e setembro. No último ano foram arrecadadas 7 toneladas de roupas e cobertores e neste ano a estimativa é de aumentar este número para 10 toneladas. No site oficial da campanha é possível encontrar o endereço dos postos de entrega dos donativos. A campanha começa sempre com o cadastramento das famílias necessitadas para que a organização saiba o tamanho de vestimenta e calçados de cada um. Dessa maneira os kits montados para a entrega chegam com o que cada um precisa exatamente.

 

Exército da Salvação: para os estados do Rio de Janeiro (na capital) e São Paulo (nas cidades do ABC Paulista, Osasco, Barueri, Santos e São Vicente), a organização promove a campanha com o objetivo de arrecadar 40 toneladas de roupas, até 31 de julho. No site oficial da campanha há informações para quem deseja solicitar caixas e transformar seu estabelecimento em um ponto de arrecadação. Ainda, pelo número 4003-2299, é possível avisar que há doações disponíveis para que o Exército da Salvação recolha.

 

União da Vitória (Paraná): um vídeo produzido por Roberta Freyesleben, de 35 anos, tem convidado a população a tirar do armário as roupas que já não são mais de uso frequente, para que sejam enviadas à doação. No vídeo há número de telefone de Roberta, para que as pessoas a avisem e ela possa ir buscar as roupas. A campanha não tem prazo para a acabar. Assista:

 

Bangu Shopping (Rio de Janeiro): o shopping está trabalhando com a “Loja Vazia”. A ação funciona da seguinte maneira: um espaço comercial é montado com prateleiras, balcões e araras que estão preparados para que os clientes levem as doações e encham a loja. Todas as noites ela fica vazia novamente, pronta para receber novas peças. As doações serão enviadas à Ação Cristã Vicente Moretti e a “Loja Vazia” funcionará até 31 de julho. Mais informações pelo telefone: (21)2430-5130

 

Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) – Minas Gerais: a campanha #CalorHumano é promovida pelo Servas desde 2015 e neste ano conta com 38 postos de coleta espalhados pela cidade de Belo Horizonte. O objetivo é arrecadar, até 16 de julho, agasalhos, meias, calçados, cobertores e tudo o que for possível para oferecer condições às pessoas necessitadas em todo o estado, de passar pelo inverno, aquecidas. No site da campanha há outras informações.

 

Serviço Social do Comércio (Sesc – Santa Catarina): todas as unidades do Sesc no estado participam da campanha que arrecada roupas, sapatos, cobertores e mantas em boas condições, que serão entregues a comunidades de baixa renda. O órgão realiza durante o período de arrecadação, oficinas e palestras sobre cooperação. A programação pode ser conferida no site do Sesc-SC e outras informações da campanha, que vai até 30 de junho, podem ser obtidas neste site.

 

Prefeitura de Porto Alegre: com o objetivo de arrecadar 245 mil peças, a prefeitura do município deve promover até o dia 31 de agosto, data limite para recolhimento das doações, ações para conscientização da população. Os locais para doação podem ser conferidos no site da prefeitura. Neste ano há ainda uma novidade. Para facilitar o acesso às informações da campanha, pelos porto-alegrenses. No aplicativo #EuFaçoPOA, disponível para o sistema Android, é possível verificar os postos de entrega dos donativos.

 

Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas – Goiânia): até o dia 31 de julho a secretaria ia receber doações de roupas, calçados e cobertores, que deverão ser entregues às pessoas em situação de rua atendidas na Casa de Acolhida Cidadã (CAC) e no Centro de Referência Especializado para a População em Situação de Rua (Centro Pop). A lista de postos de coleta está no site da prefeitura.

 

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também