Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Crédito: Bigstock.
Crédito: Bigstock.
Saúde

Você já ouviu falar em ginástica cerebral?

Exercícios para o cérebro ajudam a manter a mente saudável para pessoas de todas as idades

Você sabia que é possível estimular ou, melhor, exercitar seu cérebro com objetivos que vão desde favorecer a memorização, passando pelo desenvolvimento da criatividade até o estímulo do aprendizado? A ginástica cerebral – ferramenta que estimula os neurônios – trabalha as mais variadas habilidades, estimulando diversas áreas do cérebro por meio de jogos de tabuleiro, dinâmicas, exercícios de raciocínio lógico e neuróbicas, um espécie de aeróbica dos neurônios.

“Quando estimulado, o cérebro ativa novas conexões entre os neurônios e aumenta sua capacidade, melhorando a memória, a concentração, a criatividade, o raciocínio e as habilidades socioemocionais”, comenta Geomacel Carvalho, professor e especialista em ginástica cerebral. Na prática, essa atividade pode ajudar com os estudos, na socialização, na melhora da qualidade de vida em idosos, entre outras vantagens.

Como praticar

Alguns exercícios são simples e fáceis de serem aplicados em nosso dia a dia. Aprender um novo idioma, tocar um instrumento, usar o mouse do seu computador com a mão inversa, tomar banho no escuro e trocar o relógio de pulso são exemplos de neuróbicas que podem ser feitas em casa ou no trabalho.

Outro estímulo importante é variar as atividades, fazer sempre coisas novas. E, se fizer atividades repetidas, buscar fazer de um modo diferente do que está acostumado. O cérebro que trabalha na rotina fica acomodado.

Geomacel diz que a ginástica cerebral deve ter grau de dificuldade crescente. De acordo com ele, isso garante que o cérebro seja constantemente desafiado e não entre na zona de conforto. “Desafio superado gera satisfação e estimula o mecanismo de recompensa, promovendo sensação de conquista”, explica ele.

Fonte: www.metodosupera.com.br

 

Leia também