Empatia

Por que não é bom ser o colega de trabalho que pensa positivo o tempo todo

  • PorLucian Haro, especial para a Gazeta do Povo
  • 06/07/2020 10:37
Vive uma falácia quem acha que pensar positivo o tempo inteiro resolve todos os problemas. Saiba como respeitar a dor do outr
Vive uma falácia quem acha que pensar positivo o tempo inteiro resolve todos os problemas. Saiba como respeitar a dor do outr| Foto: Andrea Piacquadio/Pexels

Com certeza você já quis ajudar algum colega de trabalho que estava para baixo e soltou algo do tipo: "Não liga para isso, não. É bobagem. Bola pra frente! O importante é pensar positivo". Só que ignorar o que o outro sente e fingir que está tudo bem (quando não está), de fato, não é a melhor maneira de ampará-lo em um momento difícil.

A psicóloga especialista em recolocação e carreira, Taís Targa, afirma que é uma falácia achar que pensar positivo o tempo inteiro resolve todos os problemas. "É claro que é importante trabalhar para filtrar quais pensamentos vamos ter, mas se tem uma coisa que a gente não consegue escolher é a emoção que vai sentir", explica.

Isso porque, é da natureza humana passear por todos os tipos de sentimentos, incluindo o ódio, a raiva, a inveja e a insegurança. A diferença é como lidamos com eles. "Só não sente emoção negativa quem está morto ou tem tendências psicopatas", assegura Taís.

Leia também:

Para a psicóloga, recriminar o estado emocional de alguém e querer forçá-lo a melhorar de uma hora para outra só realça o sofrimento. "É o mesmo que dizer à uma pessoa para observar apenas os objetos vermelhos de uma sala e depois pedir que ela não pense mais nessa cor. É uma questão psicológica, o nosso cérebro vai continuar vendo tudo o que é vermelho e com ainda mais intensidade", avisa.

Mas, então, como agir?

"Indique que ele comece com a aceitação e que se permita sentir essa dor. Diga que, se for preciso, ele tem todo o direito de se recolher. Peça que não finja estar feliz e que não negue a si mesmo o que está sentindo", indica Taís. "Julgá-lo e dizer que está fazendo errado só vai aumentar a sensação de culpa e de frustração", avalia.

A especialista orienta, no entanto, que – passada essa etapa – é preciso motivar a pessoa a usar a própria consciência para, mesmo diante dos resquícios da tristeza, encontrar um propósito e cultivar bons sentimentos novamente. "Todos os dias você pode escolher onde vai colocar o seu foco. Gosto de dizer que no fundo do poço tem molas, pois geralmente a gente sai de uma bad trip mais fortalecido e inspirado", reforça.

Descoberta

A designer Fátima Reseck acredita ter encontrado o jeito certo de usar o pensamento positivo e o poder das palavras a seu favor. Depois de ver o exemplo de um conhecido, ela decidiu espalhar frases de incentivo pela casa, para os dias de reencontro.

"Comecei colando frases motivacionais nas portas dos quartos e da cozinha. Assim, não só eu leio, mas a família e os amigos também. Cada um assimila para si o que é importante naquele momento, sem interferências externas", diz. 

Segundo Fátima, quando aquelas palavras já não fazem mais sentido, ela troca por outras. "Frases positivas nos alimentam, dão esperança de que as coisas ruins vão passar. E enquanto não passam, dou o meu melhor, seja cozinhando, estudando ou no convívio familiar", conta.

Deixe sua opinião

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.