Nova rotina

Mudar hábitos durante a pandemia é mais difícil, mas não impossível

Ser fisicamente mais ativo sem poder sair de casa é possível? Educadores físicos garantem que sim

  • Por Moreno Valério
  • 03/04/2020 15:04
Mudar a rotina durante a pandemia exige disciplina
| Foto: Bigstock

Mudar os hábitos de vida, incluindo uma alimentação mais saudável e exercícios físicos, não é tarefa fácil em uma rotina normal. Imagine, então, adotar esse estilo no meio de uma pandemia?

Com o isolamento social tomando conta das principais cidades e estados do país, a principal opção para quem quer começar, ou manter, uma prática diária de exercícios tem sido praticá-los em casa. Quando a academia onde treina fechou, por exemplo, a assessora Sumi Costa teve de adaptar os exercícios e até mesmo a comunicação com o personal trainer.

"Faço academia regularmente há 2 anos. Parar agora seria bem prejudicial. A forma que encontramos foi em realizar os treinos via WhatsApp (chamada de vídeo), nos mesmos horários que já treinávamos, e com o material que tenho em casa", explica.

Sumi conta que, agora, adapta vários objetos da casa para se transformarem em "equipamentos" de ginástica. "Utilizamos galões de água, toalhas, quilos de alimento, cabo de vassoura, entre outros", conta.

Já o personal trainer que a orienta, Fabiano Cristopoliski, encara com bom humor os obstáculos da fase. "A criatividade sempre foi um dos pontos fortes de quem trabalha com exercício. O isolamento é uma maneira que nos desafia a criar", garante o treinador, que é professor também da academia Cia Athletica.

"A ideia de usar o galão de água é interessante porque tem uma quantidade razoável de peso. Cinco litros corresponde a cinco quilos. Saco de arroz também. São tantos materiais que te dá condições de montar um treino legal para a pessoa", esclarece. E o profissional garante que o condicionamento físico pode ser mantido tranquilamente mesmo sem idas às academias. "Estamos adaptando os pesos, mas a dor muscular na hora do exercício e o cansaço foi o mesmo. Já fiquei sabendo que teremos treinos na escada do prédio para substituir o cardio (exercícios cardiovasculares)", relata Sumi.

Apesar de a mudança ainda ser inicial, ela está sendo aprovada. "Foi gostoso adaptar e saber que posso manter essa rotina. Agora não tenho nem mais desculpa para quando viajar para praia", brinca.

Deixe sua opinião

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.