Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
autor do Prosopon
João Pedro da Luz Neto

Prósopon

Conhece-te a ti mesmo

#Resenha: Fique forte – você pode superar o bullying (e outras coisas que o deixam para baixo) – Nick Vujicic

Nick lembra às pessoas que sofrem bullying e preconceito a beleza de suas vidas.

Divulgação
Divulgação

Ontem desembarcou no Brasil um homem que impressiona a todos com apenas uma foto: Nick Vujicic. Nascido sem braços e pernas devido a uma rara doença, Tetra-amelia, uma síndrome caracterizada por uma falha na formação embrionária, Nick teve uma vida cheia de dificuldades e privações. Mas o mais surpreendente de sua história não está naquilo que ele não tem, mas naquilo que ele passou a ter com sua deficiência. Nick não se entregou a uma vida frustrada e amargurada por causa de sua doença, mas venceu as dificuldades a ele impostas e se transformou num grande pregador, palestrante motivacional internacional e diretor de uma organização sem fins lucrativos, a Life Without Limbs.

Depois dos Best-sellers Uma vida sem limites e Indomável, Nick Vujicic publica Fique forte – você pode superar o bullying e outras coisas que o deixam para baixo, um livro que busca ajudar a todas as pessoas que sofrem com o bullying a superar o preconceito e até mesmo o estado de depressão em que se encontram.

“Sou o sonho de todo bully”, diz Nick Vujicic logo no início de seu livro. Sem dúvida, ninguém melhor do que um menino que nasceu sem braços e pernas e que conseguiu superar a depressão e o desejo de suicídio para nos ajudar a lidar com o bullying que não é visto apenas como uma agressão verbal ou mesma física, mas como tudo aquilo que restringe a liberdade pessoal e tenta limitar a vida dos outros, como perseguição religiosa, ditadura, escravidão, abuso sexual e até mesmo doenças e deficiências.

Ao longo do livro, Nick relata como fez para superar a depressão e solidão na qual entrou na adolescência, vítima do bullying e da não aceitação pessoal. Traz também relatos de adolescentes e jovens que escreveram para seu site partilhando suas histórias de superação e luta contra o bullying e propõe passos que visam ajudar seus leitores a intimidarem seus agressores e compreender a mentalidade deles.

Apesar de ser um tanto repetitivo, o livro surpreende ao apresentar tantas histórias de sofrimento e de superação. É impressionante se dar conta como podemos ser tão cruéis com comentários aparentemente “inofensivos”, e como vivemos num mundo cheio de tantos preconceitos contra aqueles que são diferentes da maioria das pessoas.

Grande parte da superação de Nick se deu por meio de sua fé cristã, por isso em todo o livro ele recorre a passagens da Bíblia para motivar seus leitores e sempre faz referência à fé como um grande auxílio para a aceitação pessoal. Vale lembrar que o livro não foi, ou não parece ter sido, escrito apenas para cristãos. Não é um livro doutrinário, apesar da grande recorrência à fé cristã. A história da inglesa Melissa, vítima da distonia (um transtorno neurológico de movimentos) e de síndrome complexa de dor regional, mostra como mesmo não cristãos foram incentivados com a vida de Nick. Ao perceber que sua doença era crônica, ela quis começar a inspirar e ajudar outras pessoas assim como Nick. Estudou psicologia, criou um site sobre sua doença e um blog, dando conselhos a pessoas que sofrem com problemas semelhantes.

Algo que me chamou muita atenção foi um dos conselhos que Nick dá para vencer os efeitos negativos do bullying: ajudar outras pessoas. “Uma das minhas filosofias de vida é que, se você não pode ser um milagre para si mesmo, seja para outra pessoa. Quando me sentia excluído, na adolescência, realmente ajudava a me animar se eu me afastasse dos meus problemas por um tempo e me oferecesse para ajudar os outros. Isso me deixava bem mais forte – forte o suficiente para lidar com qualquer coisa negativa ou dolorosa que aparecesse no meu caminho”. Quando saímos de nós mesmos e olhamos os outros vemos que nossos problemas são, muitas vezes, muito pequenos e até mesquinhos perto do sofrimento de outras pessoas. O serviço ao próximo nos faz sentir vivos e traz um sentido especial para nossas vidas.

Nick Vujicic viajou mais de 57 países compartilhando sua história com mais de 400 milhões de pessoas, desde sua primeira palestra motivacional ainda na adolescência. E agora neste mês de dezembro ele está aqui no Brasil com a palestra “O impossível não existe” – Força, fé e paixão pela vida.

Nick Vujicic Trad.: Paulo Polzonoff Junior Novas Ideias 190 págs.
Fique forte – você pode superar o bullying
(e outras coisas que o deixam para baixo)
Nick Vujicic
Trad.: Paulo Polzonoff Junior
Novas Ideias
190 págs.

 

*****

Recomendamos também:

***

Por

Comentários

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Leia também