Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Crédito: Bigstock.
Crédito: Bigstock.
Saúde

Por que e como parar de fumar

O Instituto Nacional do Câncer (Inca) tem recomendações práticas para quem quer largar o vício e adotar hábitos mais saudáveis

Com informações da Agência Brasil

Parar de fumar é a promessa de ano novo de muita gente. O processo requer força de vontade e muitas vezes uma reestruturação nos hábitos do fumante. Quem já tentou largar o cigarro admite que sair do vício não é fácil. Embora os métodos anti-tabagismo variem de pessoa para pessoa, algumas dicas simples podem ajudar a alcançar o objetivo.

Instituto Nacional do Câncer (Inca) recomenda dois métodos para parar de fumar. A primeira opção é a parada imediata a partir de uma data escolhida pela pessoa. A segunda é a parada gradual, na qual o número de cigarros fumados é reduzido ao longo do tempo até a parada total.

O exemplo dado pelo Inca para a parada gradual é uma pessoa que fuma 30 cigarros por dia. Nesse caso, o fumante poderia montar uma escala de redução do tabaco da seguinte forma:

1.º dia: 30 cigarros
2.º dia: 25 cigarros
3.º dia: 20 cigarros
4.º dia: 15 cigarros
5.º dia: 10 cigarros
6.º dia: 5 cigarros
7.º dia: deixar de fumar

Outro método de parada gradual é retardar a hora do primeiro cigarro do dia. Por exemplo, quem fuma o primeiro cigarro às 9h, no segundo dia começaria a fumar às 11h; no terceiro às 15h, até que passe o dia inteiro sem fumar.

Como resistir à tentação do cigarro?

Os especialistas recomendam que em situações de estresse o ex-fumante procure manter a calma. É importante ter em mente que fumar não vai resolver os problemas.

A vontade de fumar não dura muito. Algumas dicas que ajudam a manter o autocontrole são: chupar gelo, escovar os dentes, beber água gelada ou comer uma fruta.

Manter as mãos ocupadas como um pedaço de papel ou pequenos objetos também é uma opção. É importante não ficar parado e se distrair. Conversar com os amigos e se exercitar vão fazer a diferença nessa etapa.

O relaxamento é um recurso que auxilia no controle. Respirar profundamente, esticar os braços e pernas até sentir os músculos relaxarem ajudam a manter a calma.

Parar de fumar engorda?

O Inca informa que não é preciso ficar assustado em caso de um leve ganho de peso após parar de fumar. Segundo o órgão, engordar até 2 kg é normal uma vez que o paladar melhora e o metabolismo passa a ser normalizado.

Não é necessário comer mais do que o costume. Mantenha a dieta equilibrada e beba muita água. Evite ingerir café e álcool – eles também estão associados à vontade de fumar.

Quais os riscos de fumar?

As estatísticas não são convidativas ao fumo. Em comparação a uma pessoa que não fuma, o fumante tem dez vezes mais riscos de ter câncer de pulmão; cinco vezes mais riscos de sofrer de infarto; cinco vezes mais chances de sofrer bronquite e enfisema pulmonar; e duas vezes mais chances de sofrer um derrame cerebral.

Quais os benefícios de parar de fumar?

O Inca informa que os benefícios de parar de fumar são vistos já a curto prazo. Confira:

– após 20 minutos a pressão sanguínea e a pulsação voltam ao normal.
– após duas horas não há mais nicotina no sangue.
– após oito horas o nível de oxigênio no sangue se normaliza.
– após dois dias seu olfato já percebe melhor os cheiros e seu paladar já degusta melhor a comida.
– após três semanas a respiração fica mais fácil e a circulação melhora.
– após cinco a dez anos o risco de sofrer infarto será igual ao de quem nunca fumou.

É normal que nos primeiros dias sem o cigarro o ex-fumante passe por momentos de ansiedade, irritação, dores de cabeça e uma vontade grande de fumar. Apesar disso, em no máximo duas semanas essas sensações já estarão minimizadas.

Leia também