Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Homem deprimido com mão na testa
Bigstock
Sociedade

Pessoas em casamentos homossexuais são mais propensas ao suicídio, diz estudo

A pesquisa foi feita na Suécia, considerado um dos países mais amigáveis para a comunidade LGBT.

Homossexuais casados com seus parceiros são cerca de três vezes mais propensos a cometer suicídio do que heterossexuais casados, segundo um estudo feito na Suécia, considerado um dos países mais amistosos para a comunidade LGBT.

A pesquisa, intitulada “Suicídio em casais de esposos na Suécia: o risco é maior em casais homossexuais?”, usou dados do governo sueco para comparar uma população de mais de seis mil casais homossexuais com uma população de casais heterossexuais, considerando os casamentos realizados entre 1996 e 2009 e os dados de suicídios até 2011.

O estudo constatou que homossexuais casados são 2,7 vezes mais propensos ao suicídio do que heterossexuais casados – os homens (2,9) um pouco mais do que as mulheres (2,5).

A mídia está mentindo para você na questão da “cura gay”

Os autores do estudo, publicado em maio no European Journal of Epidemiology, notaram que a intolerância da sociedade ao comportamento sexual não pode ser responsabilizada sozinha por esse risco maior de suicídio, dado o contexto sueco.

Os resultados da pesquisa convergem com os de outros estudos publicados nos últimos anos que têm encontrado uma relação consistente entre o comportamento homossexual e uma série de comportamentos psicológicos negativos.

Na Holanda, considerado o país em que a homossexualidade é mais aceita em todo o mundo, já se constatou taxas maiores de abusos de substâncias, tentativas de suicídio, ansiedade, desordens alimentares e ataques de pânico entre homossexuais.

Acesse a íntegra do estudo (em inglês).

 

 

Com informações de Life Site News.

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também