Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram
Pais e filhos

Pai e filha se tornam o mais velho e a mais jovem no Brasil a alcançarem o topo do Everest

A aventura, que também contou com a presença da mãe de Ayesha, fez parte do projeto familiar de subir a montanha mais alta de cada continente

Em maio deste ano, Renato e Ayesha Zangaro se tornaram, respectivamente, o mais velho e a mais jovem, no Brasil, a chegar ao cume do Monte Everest, na fronteira do Nepal com o Tibete. O pai, com 60 anos, e a filha com 23, chegaram após 50 dias ao cume do monte juntamente com Lyss Melo Zangaro, esposa de Renato e mãe de Ayesha, e mais outras três pessoas que participavam da equipe.

O sonho de chegar ao ponto mais alto do Nepal é antigo e faz parte de um projeto da família. Há anos, Lyss e Renato tinham o sonho de fazer um trekking (uma modalidade de trilha), ao campo base do Everest. Depois de algum tempo organizando a aventura, em 2010 eles conseguiram partir em direção ao país e levaram junto a filha. Foi o primeiro contato de Ayesha com o monte que a deixou encantada. “Quando vi o pôr do sol naquele lugar eu disse: ‘quero escalar essa montanha’”, conta ela.

Noivos escalam montanha e fazem o próprio book com fotos acima das nuvens

A viagem fez com que Ayesha se apaixonasse pelo universo das montanhas e a experiência de conhecer tantas pessoas diferentes, de estar em família em um percurso com situações extremas, a entusiasmou para algo maior. “Pessoas na viagem nos contaram sobre o projeto 7 Cumes e de como era escalar o Everest. Então contei aos meus pais que queria fazer isso e eles abraçaram a ideia”, explica.

Foi então que o trio de Jambeiro, a 38 quilômetros de São José dos Campos (SP), partiu em direção às montanhas. Juntos eles já estiveram no Aconcágua (Argentina), no Denali (Alasca/EUA), no Carstensz (Indonésia), no Kilimanjaro (Tanzânia) e no Elbrus (Rússia). Agora, depois do Everest, falta somente o Maciço Vinson, na Antártica, para fechar o 7 Cumes.

Estar em um projeto desses com toda a família, segundo Ayesha, fez com que as relações entre eles se fortalecessem ainda mais. “A relação pai e filha se estreita muito por vivermos coisas diferentes, passando por problemas e cuidando um do outro, assim como toda a equipe”, comenta. Ainda, para ela, enfrentar esses desafios permite que o olhar sobre a família mude. “Deixamos de nos ver somente como alguém da família e vemos que todos são vulneráveis da mesma maneira”, completa.

A intenção da família é concluir o 7 Cumes até no máximo o início de 2019. Por isso eles têm buscado patrocínios para dar continuidade ao projeto. Você pode conferir as belas imagens feitas pela Família Zangaro no Instagram de Ayesha e de Lyss.

 

 

Pai e filha na cascata de gelo do Khumbu! Uma publicação compartilhada por Lyss Melo Zangaro (@lyss.melo) em

 

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também