Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
The small child learns to walk by means of Baby walker on a white background.
The small child learns to walk by means of Baby walker on a white background.
Saúde

Os riscos dos andadores infantis

Entenda por que os andadores foram proibidos pela Justiça gaúcha

Há alguns dias as redes sociais foram usadas para espalhar a notícia sobre a proibição da venda de andadores infantis em Belo Horizonte. Desde 2013, uma liminar da Justiça de Passo Fundo (RS) determinou a proibição em todo o país. Na decisão, a juíza Lizandra Cericato Villarroel destaca que nenhuma das marcas comercializadas estão dentro das normas do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e que “a natureza do produto se destina a bebês e crianças na fase de aprendizagem do ato de caminhar, portanto, em situação biológica de vulnerabilidade potencializada”.

Mas, afinal, os andadores são mesmo prejudiciais? A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) acredita que os andadores apenas prejudicam o desenvolvimento das crianças. Além disso, eles são bem perigosos. No Canadá, a venda, importação e anúncios de andadores foram proibidos depois da realização de  uma pesquisa sobre o assunto feita com base nos dados de dezesseis hospitais, que constatou milhares de lesões em um período de 13 anos. Uma pesquisa austríaca, chamada “Andadores: Uma Ameaça Subestimada para Nossas Crianças?”, revelou que 55% das famílias com crianças investigadas usavam o aparelho. Dessas, uma em cada cinco havia sofrido algum acidente relacionado ao andador. A Aliança Europeia para Segurança Infantil aponta ainda que esse é o tipo de utensílio infantil que mais provoca lesões em bebês, 90% das quais ocorrem na cabeça.

E por que os andadores ainda são tão vendidos e usados em lares brasileiros? Porque ele passa uma falsa impressão de tranquilidade. Os pais colocam a criança no andador para poderem fazer suas coisas e esquecem que o perigo está justamente em deixar a criança sozinha, pois com andadores ela fica solta pela casa, pode chegar perto de um desnível, do fogão, de escadas, da piscina, entre outros riscos.

Coordenação Motora

Além do risco de acidentes, o andador pode causar comprometimento motor, já que a criança não apoia o pé no chão de maneira adequada. Em alguns casos são necessárias cirurgias de correção nos pés e tornozelos. Seu uso atrapalha ainda o desenvolvimento do equilíbrio da criança, que precisa rolar no chão, engatinhar, rastejar, ficar em pé e buscar apoio para que a estruturação correta aconteça. A posição em que o bebê fica no andador é diferente da que ele precisará para andar, as pernas ficam mais abertas, o abdome relaxado e os impulsos acontecem com as pontas dos pés. Apesar da mobilidade e da velocidade que a criança conquista com o andador – o que confunde os pais em achar vantagem em seu uso – o fortalecimento muscular é prejudicado, já que a criança usa menos força para alcançar o que deseja.

 

Fontes: http://www.macetesdemae.com/2015/07/perigos-do-uso-do-andador.html

http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2013/12/justica-proibe-venda-de-andadores-infantis-em-todo-o-pais.html

Leia também