Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Casamento e Compromisso

Os 4 “nãos” do namoro: o que evitar durante esta etapa da vida

O casamento nada mais é do que a continuação de um bom namoro. Por isso, é bom que as coisas saiam bem desde o começo

Tempo do conhecimento entre duas pessoas que buscam algo mais do que a amizade, o namoro tem papel fundamental e decisivo na vida de um casal. Se o namoro não for levado a sério, vai ser muito difícil construir uma base sólida para uma relação mais estável no futuro. Por isso, a fase tem de ser vivida da maneira certa.

7 temas que namorados devem discutir antes de decidir se casar

Para entender a seriedade dessa etapa, basta pensar em uma situação muito simples: quando você vai a uma loja de sapatos, por exemplo, não sai comprando o primeiro par que viu na vitrine, sem sequer experimentar, não é mesmo? Você prova, vê se é confortável, avalia se o preço está bom, se a cor vai combinar com os outros acessórios que tem em casa, etc. Então, porque não ter o mesmo cuidado com quem pode se tornar a base para a sua família?

Pensando nisso, veja, agora, uma lista do que não fazer durante essa etapa:

1. Não queira viver tudo de uma vez

Para ter um namoro estável, a palavra chave é: equilíbrio. É comum que vocês queiram se ver o tempo todo e fazer tudo juntos, mas vá com calma para que depois não cheguem à conclusão que pularam etapas demais. Imagine um casal que se vê de domingo a domingo ou de um namorado que passa mais tempo na casa da namorada do que com a própria família, por exemplo. Tem coisas que só podem ser vividas depois do casamento. Pense nisso!

2. Não compare com o ex:

Tem coisa mais chata do que ouvir seu namorado (a) falando do (a) “ex” o tempo todo? Pois é,  ninguém gosta de ser comparado, independente da situação. Lembre-se que as comparações não ajudam em nada. Muito pelo contrário, só fazem com que a pessoa se sinta desvalorizada, além de despertar o ciúme. Nesses casos, o melhor a fazer é sempre começar do zero. Deixe o outro saber que o relacionamento de vocês é único.

3. Não ache que ele vai mudar

Não entre em um noivado contando que a pessoa vá mudar depois do casamento – isso raramente acontece. Geralmente a gente chega à vida adulta já com os comportamentos e manias consolidados – e se não houver um grande esforço, eles não vão mudar. Claro que é normal que tenha algo no seu namorado  que você não goste, mas, no fim das contas, o amor tem que ser suficiente para superar até esse “defeito”.

4. Não use o outro

O namoro deve ser um momento para trocar experiências e conhecer melhor o outro. Não use o relacionamento para se sentir melhor ou como escada para alcançar algum objetivo maior. A ideia é que o namoro seja uma troca: não só de problemas e frustrações, mas, principalmente, de coisas boas. A chave é achar alguém que te entende e te acalme quando for preciso, não um psicólogo que resolva seus dilemas internos.

Com informações de Hacer Família

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

 

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também