Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Defesa da Vida

Organismo estudantil pró-vida cria serviço de creche para estudantes que têm filhos

Um organismo da Universidade de Notre Dame tomou uma medida muito concreta para demonstrar o seu compromisso com a vida dos nascituros

Um organismo pró-vida formado por estudantes da Universidade de Notre Dame, em South Bend, Indiana, nos Estados Unidos, tomou uma medida muito concreta para demonstrar o seu compromisso com a vida dos nascituros. Desde o fim de janeiro, os estudantes da universidade – uma das mais prestigiosas do país – que têm filhos podem contar com um serviço de creche mantido pelo Right to Life Club.

“A missão do Right to Life Club é promover e proteger a santidade de toda a vida humana desde a concepção até a sua morte natural, através da oração, do serviço e da educação”, declarou Lorenzo Beer, o coordenador do projeto. “A creche é uma ação concreta e direta do clube para manifestar o amor que o movimento pró-vida tem por aqueles que optam pela vida”.

Por enquanto, o serviço é oferecido uma vez por semana para pais e mães matriculados na universidade. As crianças são cuidadas por estudantes voluntários, que precisam passar por um programa de treinamento e por uma checagem dos seus antecedentes. Mais de 80 estudantes se dispuseram a participar do projeto e 30 deles já estão treinados e na ativa. Segundo Beer, 11 crianças fizeram uso do serviço na semana passada.

Para o jovem, o projeto deixa claro o que significa ser pró-vida, ao mesmo tempo em que apoia os estudantes que precisam de um serviço como esse. “Criar um filho já é difícil”, diz Beer, “mas criar um filho sendo estudante de uma graduação requer superpoderes”.

“Reconhecemos que o nosso serviço, disponibilizado uma vez por semana, não vai melhorar drasticamente a vida dos estudantes que têm filhos”, afirma Sarah Drumm, a presidente do Right to Life Club. “No entanto, esperamos que o pouco que estamos fazendo torne a sua carga de trabalho um pouquinho mais leve e seu trabalho como pais um pouquinho mais fácil, pelo menos algumas horas por semana”.

Com informações de Crux.

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também