Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Crédito: Bigstcok
Crédito: Bigstcok
Virtudes e Valores

O que ocorre com a saúde e o humor quando não desconectamos

Obsessão por determinados assuntos ou tarefas pode custar caro para o corpo e para a mente, além de afetar o convívio com os outros

O ritmo de vida atual nos exige estar muitas horas presos às inúmeras ocupações e preocupações. Isso faz com que nossa mente esteja constantemente ativa, girando em torno de uma ou muitas coisas.

A preocupação da mente costuma se estender ao nosso tempo livre, impedindo-nos de nos desconectar, prejudicando o sono e até o convívio com a família.

Quando não desconectamos entramos em um estado de ativação intenso e persistente que gera tensão, mal-estar, mal humor e que, obviamente, não é nada bom para a saúde.

Desconectar é indispensável. É preciso ter momentos ou mesmo dias livres para que nos afastemos do que nos preocupa, dar atenção a nós mesmos e a quem amamos, e só então retomar as atividades, a partir de outra perspectiva e mais descansados.

Não é fácil, mas é preciso

Podemos achar que desconectar é algo simples, mas muitas pessoas têm grandes dificuldades para fazer isso. Quando estamos em um ritmo muito veloz e muitas coisas ocupam nossa cabeça, acostumamos a nossa mente a estar em atividade de maneira constante e persistente.

Nossa mente se habitua a trabalhar acima de suas possibilidades, e esse se torna o costume que guia o seu funcionamento. Acabamos querendo solucionar tudo o mais rápido possível e, quando isso não acontece, os pensamentos sobre como solucionar certas coisas inundam a nossa mente.

A coisa piora quando acrescentamos a isso uma carga emocional, que surge, por um lado, da insegurança em não saber como solucionar algo e, por outro, da exigência de ter um prazo para resolver isso. Quando à incapacidade de desconectar acrescentamos a carga emocional, entramos em uma dinâmica complicada, com graves consequências.

Consequências

Quando não deixamos que a nossa mente desconecte e descanse um pouco, podemos ter graves consequências que repercutem em nossa saúde física, psíquica e até no nosso desempenho. Veja alguns exemplos do que ocorre conosco quando optamos por não “desligar”:

– Se não desconectamos nosso rendimento será menor e teremos então o efeito contrário ao que esperamos. A mente precisa de descanso para poder funcionar bem;

– Dor de cabeça e de estômago, insônia, dores musculares, etc. O corpo paga pela nossa insistência;

– Alto nível de frustração e insatisfação pessoal, já que não se alcança o equilíbrio entre trabalho e desfrute.

– Altos níveis de estresse.

– As relações interpessoais são prejudicadas. Não se dá tempo nem espaço às pessoas que nos rodeiam.

– Visão limitada da realidade, provocada por uma obsessão pelas preocupações que não nos permite ir mais além.

– Mau humor constante.

– Sensação de vazio, mal-estar e solidão.

 

 

Com informações de Hacer Família.

Colaborou: Felipe Koller

Leia também