Sempre Família - Porque cuidar é fundamentalAtivo 1

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
blog3
perfil
Angélica Favretto

Mil Novecentos e Bolinha

Um blog nostálgico

Família Dinossauros: aparência pouco convencional, mas estereótipos clássicos

Apesar de ser inspirada no jeito americano de viver, a atração trazia em seus personagens, características que cabiam às famílias de qualquer parte do mundo, na década de 90.

Família Dinossauro reunida.
Essa família é muito unida! Foto: Yahoo

“Querida, cheguei!” Há 25 anos, as manhãs da Rede Globo recebiam a visita de uma família de aparência não muito convencional, mas de características muito conhecidas. Chegando ao Brasil um ano após sua estréia nos Estados Unidos, os Silva Sauro vinham cheios de tecnologia em sua produção e bastante crítica aos relacionamentos familiares. Foram criados pensando no estilo de vida americano, porém se encaixavam em qualquer família no mundo, já que tinham alguns estereótipos clássicos: o pai que trabalhava muito para cuidar da família, a mãe de dedicada ao lar, os filhos adolescentes descobrindo a vida e um bebê curioso.

Agora, imagino que você não saiba da mão de obra que era produzir os episódios. Vendo eles de manhã, durante a TV Colosso (um dia farei uma postagem sobre o programa também), parecia algo simples, não é? Na verdade acho que nunca parei para pensar em como aquilo era feito, mas eis algumas informações colhidas pela internet.

O idealizador da atração, Jim Henson, também foi o criador de Muppets e Vila Sésamo. Foi uma parceria com a Disney e com o escritor Micahel Jacobs, mais o empresário Bob Young que tiraram o plano do papel. Até aí, tudo bem. Gente criativa e esperta trazendo diversão às crianças. Ah! E no Brasil, a versão brasileira era produzida pro Herbert Richards…é muita nostalgia! 😛

Mas e como eles faziam o Dino, a Fran, o Bob, a Charlene, o Baby, o Roy e outros personagens da série existirem? E aqui está o perrengue maior. A tecnologia utilizada para que eles se movimentassem era a animatronic, que nada mais é do que juntar fantasias com robótica. Dá uma olhada como era isso:

 

Crédito: Reprodução/Super Interessante
Imagina o calor ali dentro?! Foto: Reprodução/Revista Quem

E outra coisa: era tão pesado aquilo tudo, que os atores às vezes cochilavam vestidos, durante uma gravação e outra, para não precisar tirar e colocar tudo de novo. Tenso, né?!

“Detalhes” de produção à parte, vamos ao enredo em si. Os episódios de Família Dinossauros tinham geralmente um fundo moral, e algumas vezes tratavam de assuntos bem pertinentes. Uma vez, o Bob resolveu tomar anabolizantes para poder se dar bem com as meninas da escola, mas acaba tendo que lidar com as reações adversas daquilo; em outra ocasião, Fran e Dino já não conseguem dar conta do pequeno Baby e chamam alguém para ajudá-los com técnicas educativas (me parece algo como s Supernanny, sabe?), que são bem estranhas a eles, como trancar o menino em um quarto, e outra vez o Dino é preso por supostamente violar direitos autorais de um personagem que Baby gostava muito, ao se vestir como ele e ser pego em flagrante.

Forte ele, né?! Foto: Reprodução
Forte ele, né?! Foto: Reprodução

Além disso, acontecia de alguns filmes e bandas serem homenageados pelos produtores, como o Exorcista, no episódio em que Baby não obedece aos pais e um padre vem atender àquela situação. Papinha verde é jogada nele pelo bebê dinossauro, um livro pega fogo e o menino até vira a cabeça em 360 graus. Louco, né?!

E ainda há o episódio em que Baby pega a cadeira da avó e sai pela casa cantando uma versão de “Born to be Wild”. Na versão em português Baby canta que é metaleiro…mas continua uma gracinha. 😀

Ah! E os dinossauros tinham programas de televisão semelhantes aos da vida real, como um canal de música inspirado na MTV, a DTV (Dino Televison), a DPSN, como a ESPN dos esportes e até uma paródia do Barney, o dinossauro roxo que sempre fez a alegria das crianças, mas que na série de chamava Blarney e era alaranjado.

E pelas andanças aqui na internet soube que a última cena de Família Dinossauros foi censurada em alguns países, devida à sua crueldade. Eu não lembro de ter visto ele na época, mas vi que ele conta do fim de todos, por causa de um frio intenso. O causador de tudo foi Dino que, na ânsia de ajudar uma empresa de frutas, usou indiscriminadamente inseticida, agrediu a natureza e iniciou a era glacial. :(  Triste, né?!  Olha só…

E dá uma olhada nos dubladores de Baby, Fran e Dino:

José Santa Cruz, era a voz de Dino. Foto: Reprodução
José Santa Cruz, era a voz de Dino. Foto: Reprodução

 

Maria Helena Pader era a voz de Fran. Foto: Reprodução
Maria Helena Pader era a voz de Fran. Foto: Reprodução

 

Marisa Leal era a voz de Baby.
Marisa Leal era a voz de Baby. Foto: Reprodução

Depois de passar em vários canais depois da Globo, parece que o programa está no Canal Viva, da tevê paga. Se quiser matar as saudades, fica a dica. 😉

Por

Comentários

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Leia também