Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
blog3
perfil
Angélica Favretto

Mil Novecentos e Bolinha

Um blog nostálgico

Doug! Um menino de 11 anos que nos ensinava bons valores

As histórias de Doug sempre mostravam a importância da honestidade e de que crescer não é nada fácil

Não sei se na sua pré-adolescência e adolescência você teve o hábito de escrever diários. Confesso que, apesar de hoje ser jornalista, quando era mais nova eu não tinha paciência alguma para ficar escrevendo sobre meu dia em um caderno. Tentei, claro. Mas nunca vingou. Eu até achava bonito ver minhas amigas com seus diários com chave, mas não era para mim. Apesar disso, e como muitos dos meus amigos lá pelos 9/10 anos, eu gostava de um desenho em que a história se desenvolvia justamente a partir dos escritos de um menino em seu diário: Doug.

Crédito: Pinterest
Crédito: Pinterest

Acho que o que fazia a gente gostar do desenho era o fato de que o Doug passava por algumas situações que nós também. Além do fato de escrever em seu diário, ele tinha um colega de escola que não ia muito com a cara dele, um melhor amigo, um animal de estimação que estava junto com ele quase sempre, uma paixão platônica, uma irmã mais velha chata (no meu caso eu sou irmã mais velha e então não conta…HAHA) e uma imaginação que o levava longe. E o mais legal era vez que ele sempre queria ser alguém melhor e prezava pela honestidade.

 

Doug foi criado pelo norte-americano Jim Jinkins e o desenho como conhecemos teve origem em um livro chamado “Doug Got a New Pair of Shoes”, que foi escrito pelo Jinkins juntamente com Jor Aaron. A série animada começou a ser transmitida em 1991, na Nickelodeon, e se tornou um sucesso. E, claro, ele sempre teve muito orgulho do personagem que criou. Ele disse certa vez que Doug não era um personagem poderoso, mas representava muito bem as crianças e completou: “O que tentamos transmitir é que você deveria se sentir bem consigo mesmo e não ceder à pressão dos colegas”, contou em uma entrevista.

Crédito: legiaodosherois.uol.com.br
Crédito: legiaodosherois.uol.com.br

Aqui no Brasil o garotinho de 11 anos chegou pelas mãos da TV Cultura, mas passou pelo SBT, Band e até TV Manchete. A história dele foi contada em sete temporadas entre 1991 e 1999, com um intervalo entre os anos de 1994 e 1996. E ela começa com o menino chegando em uma nova cidade, Bluffington, para morar com sua família. As aventuras dele têm como pano de fundo a escola e o relacionamento com seus amigos e colegas.

Doug passava por diversas situações engraçadas com Skeeter, o melhor amigo, e Costelinha, o cachorro fiel. Ele vivia encrencado com Judy, sua irmã mais velha e também com Roger Klotz, que gostava de irrita-lo. Como qualquer criança (ou pré-adolescente) ele estava aprendendo a lidar com as novidades da idade e o relacionamento com os pais. Além de entender o que sentia pela Paty Maionese, por quem ele era apaixonado. Lembra da música que ele criou?

Ah! E vez ou outra nos episódios, alguns personagens criados pelo Doug apareciam: o Smash Adams, que com certeza tinha inspiração em James Bond; o Capitão Codorna, que tinha um pouquinho de Superman ali; e o Race Canyon, que era um explorador com traços de Indiana Jones.

Vamos matar a saudade?

 

Fontes:

Legião dos Heróis

Jim Jinkins – Wikipedia

Doug – Wikipedia

Diários Associados

 

Por

Comentários

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Leia também