Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Divulgação/Instituto Mexicano del Seguro Social
Divulgação/Instituto Mexicano del Seguro Social
Defesa da Vida

Em raro parto de gêmeos, um bebê nasce 14 dias depois da irmã

O primeiro bebê nasceu prematuro demais e acabou não sobrevivendo, mas os médicos conseguiram manter vivo o segundo

Quando sabemos que uma mulher está grávida de gêmeos, instantaneamente em nosso imaginário vemos uma dupla de bebês deixando juntos a maternidade. No entanto, apesar de raro, gêmeos podem nascer em datas diferentes e foi justamente o que aconteceu na península de Yucatán, no México. Yánderi Yazaret Pech Arellano estava grávida de dois bebês e deu à luz duas vezes, tendo 14 dias de intervalo entre um parto e outro.

A primeira filha de Yánderi nasceu com 23 semanas de gestação, em um parto espontâneo. Por conta da prematuridade extrema ela acabou falecendo momentos depois. Diante do ocorrido, os especialistas do Instituto Mexicano de Seguridade Social (IMSS), da cidade de Mérida, que fica na península, conseguiram fazer com o outro bebê permanecesse no ventre da mãe por mais 14 dias. Isso só foi possível porque eles eram bivitelinos.

60 combinações de nomes masculinos e femininos para filhos gêmeos

Israel Jurado Vargas, coordenador clínico da Divisão de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital, disse em um comunicado à imprensa local que “nos mais de 50 anos do hospital, um caso semelhante não havia sido registrado. A paciente chegou por acaso. Ela estava visitando aqui, e diante da urgência veio até nós e ficou conosco desde o começo”.

No comunicado o IMSS ainda explica que em casos de gestação gemelar e com prematuridade gestacional, quando o trabalho de parto começa as duas crianças costumam nascer seguidamente. No entanto, no caso de Yánderi, ela iniciou o trabalho de parto e logo um dos bebês veio ao mundo espontaneamente. Os médicos então começaram a realizar o procedimento para que o segundo bebê nascesse, mas a placenta não deixou.

De acordo com Vargas foi preciso começar o monitoramento dessa outra criança e destinar a ele um atendimento especializado. “Vimos que o bebê se encontrava em perfeitas condições e havia pulso, felizmente”, disse ele. Assim, o segundo bebê foi mantido por mais 14 dias e nasceu no dia 31 de maio de 2018, com 820 gramas. Seu nome é Jesus Antonio.

 

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também