Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Adolescência, Educação dos filhos

5 dicas para melhorar a comunicação com seu filho adolescente

Para quem tem um filho na puberdade e está cansado de respostas monossilábicas ou viradas de olhos

Cansado de respostas monossilábicas e viradas de olhos de seu filho adolescente? A famosa psicóloga norte-americana Barbara Greenberg tem cinco conselhos para melhorar a comunicação entre pais e jovens sem paciência para o papo dos adultos:

1. Observe o seu próprio comportamento. Você tem sido crítico demais como pai? Se sim, seus adolescentes não vão falar com você nunca. Tente abaixar o tom e gastar mais tempo ouvindo do que falando. Eles o amarão por isso – podem até recompensá-lo com um pouco de conversa e deixá-lo entrar um pouco na vida deles. É esse o objetivo, não?

2. Sorria para eles. Use o seu senso de humor. Brinque um pouco com eles. Em outras palavras, não aja com medo deles. Quando eles perceberem o seu medo se tornarão menos propensos a conversar. Aja como se você os divertisse: eles vão gostar de ver que você não fala tudo tão seriamente.

3. Tente ser menos emocional ao falar com eles. Talvez você queira entrar em pânico, mas isso só vai fazer com que eles parem de falar com você. Quem quer falar com um pai que “surta” com qualquer coisa? Se você não está calmo, finja que está. O seu objetivo é fazer com que eles falem.

4. Seja um pouco furtivo. Os adolescentes não gostam tanto de conversação direta e de perguntas do tipo: “Como foi o seu dia?” Então, é melhor tentar “você me recomenda o filme que vocês viram?” ao invés de “como foi o encontro?” Se você continuar os escutando, vai acabar chegando à informação que realmente quer: se eles tiveram ou não um bom dia ou se fizeram boas escolhas. Lembre-se, se eles começarem a falar, tente não interromper.

5. Evite dar conselhos. Sim, você quer apenas ajudar e tornar a vida deles mais fácil. É difícil ficar quieto quando você percebe que pode oferecer algum conselho. Tenha em mente que se você oferecer o conselho antes da hora, eles podem simplesmente parar de conversar. Às vezes eles só querem ser ouvidos e desabafar um pouco. Se você não tem certeza se os seus filhos querem algum conselho ou não, que tal simplesmente perguntar se eles só querem que você ouça ou se estão uma opinião? Eles perceberão que você está pedindo permissão para entrar em sua vida e vão adorar isso.

 

Colaborou: Felipe Koller

Com informações de Huffington Post.

Leia também