Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Crédito: divulgação
Crédito: divulgação
Defesa da Vida

Casal de atores anões dá à luz bebê que médicos queriam abortar

Lisa e Nathan Whitfield se conheceram nos bastidores de Branca de Neve e os Sete Anões e seu primeiro filho nasceu em novembro

O nanismo é uma condição genética que resulta em uma estatura atipicamente baixa e membros desproporcionais. No Reino Unido, a condição afeta cerca de 30 mil pessoas, no entanto, um casal daquele país teve, recentemente, um bebê diagnosticado com dois tipos de nanismo, algo inédito. A história dos dois foi contada pelo site LifeNews.

Em 2013, Lisa e Nathan Whitfield se conheceram nos bastidores de Branca de Neve e os Sete Anões, peça na qual interpretavam Zangado e Dunga. Os dois atores nasceram com nanismo, mas isso não os impediu de se apaixonarem e levarem uma vida normal.

Lisa explica como se sentiu quando conheceu Nathan. “Quando eu vi Nathan interpretando Zangado, meu coração deu um pulo. Nunca tinha visto ninguém tão bonito e me apaixonei na hora. Tive borboletas no estômago na primeira vez que o vi no ensaio. Nunca imaginei que ele daria atenção para mim.”

Quando o casal soube que estavam esperando seu primeiro filho, se emocionaram muito. Mas os médicos lhes disseram que o bebê tinha dois tipos de nanismo e que eles deveriam abortar.

Felizmente, o casal rejeitou abortar e em novembro Lisa e Nathan deram as boas-vindas a Nathan Jr. Surpreendentemente, ele nasceu saudável e vai ter uma vida normal. Agora o casal está preparando seu filho para a carreira de ator. De fato, Nathan Jr. viaja com os pais, que cuidam dele nos bastidores durante suas performances.

Mesmo que seja verdade que crianças com condições como o nanismo enfrentam dificuldades incomparáveis, a decisão sobre quem vive e quem morre não deveria ser deixada nas mãos dos médicos. Em vez disso, os profissionais da medicina devem ser defensores do direito à vida para todos e ajudar aqueles que têm alguma deficiência a viver de forma saudável e independente.

Colaborou: Felipe Koller

Leia também