Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Defesa da Vida

Campanha pede que pais abandonem celular e convivam mais com os filhos recém-nascidos

Para o hospital promotor da campanha, alguns pais têm se preocupado demais em registrar o momento do nascimento do bebê e suas primeiras horas de vida, em vez de lhes dar afeto

A preocupação em registrar cada momento de um show ou de uma viagem tem feito com que as pessoas deixem de aproveitar o momento em si. O mesmo tem acontecido com pais e mães que, no desejo de guardar os pequenos grandes feitos de seus filhos, acabam por deixá-los de lado. Percebendo o considerável aumento de celulares em salas de parto, entre as incubadoras de bebês e nas enfermarias, a equipe de neonatologistas e enfermeiros neonatais do Hospital do Príncipe das Astúrias, na Espanha, lançou uma campanha pedindo para que pais parem de olhar para as telas e passem a enxergar seus bebês recém-nascidos.

Segundo Rosa Maria Funes, pediatra especializada em neonatologia e promotora da ação, os pais têm se preocupado demais em registrar o momento do nascimento do bebê e suas primeiras horas de vida. “Parece que é mais importante fotografar do que acompanhar a mãe ou a criança”. “Não há nada mais bonito do que o momento do nascimento de um filho e alguns pais participam através de uma tela. Mesmo gravado no celular, há coisas que simplesmente não se repetem”, ressaltou ela, em entrevista ao site ABC.

Os testes que todo bebê recém-nascido deve fazer

Por isso, a campanha promovida pelo pelo hospital, no Twitter, com a hashtag , pretende chamar a atenção para o uso moderado da tecnologia nos primeiros dias do bebê. Que todo pai quer compartilhar o orgulho que sente pelo filho que acaba de chegar, o mundo todo sabe. Mas é preciso se fazer presente na vida do pequeno desde esse início e mostrar a ele a afetuosidade por meio do toque e do carinho. “Estamos percebendo que entre enviar imagens através do WhatsApp e atender mensagens, os pais estão perdendo o foco”, reforçou a especialista.

Além disso, claro, o uso excessivo dos celulares durante os primeiros dias do bebê tira dos pais a atenção em relação a ele. É que existe a necessidade de uma maior vigilância dos pais às mudanças de comportamento dos pequenos, que estão descobrindo um novo mundo a cada manhã. Casos de morte súbita podem ocorrer neste período, por exemplo, e pegar desprevenido até os pais mais zelosos. Por isso, todo cuidado é pouco nesse momento e não faz mal algum deixar de atender uma ligação ou responder uma mensagem de texto. Seus amigos e família sabem que agora os olhos dos pais estão fixos em uma só questão: o crescimento de seu filho.

Veja algumas publicações da campanha:

***

Recomendamos também

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também