Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
13606637_1224940407525244_5410716707650852532_n
Defesa da Vida

Brasília sedia 1º Seminário Internacional em Defesa da Vida

Evento comemora os dez anos do  Movimento Nacional da Cidadania pela Vida – Brasil sem Aborto.

Acontece nesta terça-feira (12/07), em Brasília, o 1º Seminário Internacional em Defesa da Vida, em comemoração ao aniversário do Movimento Nacional da Cidadania pela Vida – Brasil sem Aborto, que completa dez anos. Durante o seminário, será apresentado um histórico da trajetória do movimento e haverá um debate sobre os desafios da luta pró-vida no Congresso Nacional.

O evento também tem o objetivo de apresentar as experiências em defesa da vida nos Estados Unidos e no Uruguai, dois países que legalizaram o aborto.

Sobre a experiência norte-americana, falará Rebecca Kiessling. Ela é conferencista internacional pró-vida desde 1995 e co-fundadora do grupo Hope After Rape Conception (“Esperança depois de ser concebido em estupro”), que tem o objetivo de apoiar e proteger mães e filhos sobreviventes de estupro. Concebida em estupro, sua história de vida foi contada no filme The Gift of Life.

Rebecca nasceu dez meses antes da audiência que tornou o aborto legal nos Estados Unidos. Foi dada para adoção e só depois dos 18 anos procurou a sua mãe biológica. “Quando nos conhecemos, eu tinha 19 anos. Embora ela estivesse muito feliz por me encontrar, minha mãe biológica era pró-aborto e me disse que com certeza teria me abortado se fosse legal. Ela me disse que isso deveria ter sido seu direito”, conta Rebecca. A sua mãe chegou a procurar duas clínicas clandestinas de aborto, mas as condições dos lugares a fizeram mudar de ideia.

“Muitas pessoas vão dizer: ‘Estou tão feliz que a sua mãe escolheu a vida.’ Mas ela não escolheu. Ela escolheu o aborto. Legisladores pró-vida, ativistas e eleitores foram os que escolheram a vida para mim, e são eles os meus heróis! Devo o meu nascimento porque a lei estava lá para me proteger. Eu tive sorte – eu estava protegida”, diz Rebecca, que hoje tem 46 anos.

Pelo Uruguai, o expositor é Eduardo dos Santos, empresário que participou ativamente do debate sobre a legalização do aborto no país, atuando em campanhas pró-vida e em programas de TV. Vai expor uma perspectiva comparada do aborto no Uruguai antes e depois da legalização, em 2012.

O evento será realizado no Auditório Nereu Ramos, Anexo II, no subsolo da Câmara dos Deputados, de 13h30 às 18h30, e pode ser assistido ao vivo pelo site da Câmara.

 

Leia também