Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Atualidades, Religião

Ativista ateu perde em processo contra a construção da maior cruz dos Estados Unidos

Patrick Greene tentava impedir a construção da cruz numa comunidade evangélica, mas desistiu do processo admitindo tratar-se de uma ação "sem fundamento"

Um ativista ateu chegou entrou em acordo com a Justiça dos Estados Unidos para descartar uma ação judicial contra o projeto de uma igreja da cidade de Corpus Christi, no Texas. A comunidade religiosa pretende erguer uma cruz de 70 metros de altura na cidade.

De acordo com o jornal Washington Times, Patrick Greene disse no texto do acordo que o seu processo contra o pastor Rick Milby, da Abundant Life Fellowship Church, era “sem fundamento”, “vexaminoso” e “sem mérito”.

“Somos gratos ao Sr. Greene por admitir que a sua ação judicial – contra um pastor por construir uma cruz em terreno de propriedade da igreja – é sem fundamento, nem mérito”, disse Jeremy Dys, conselheiro sênior do First Liberty Institute, que representou a igreja.

“O desenlace de hoje deve enviar uma mensagem clara a ativistas contrários à liberdade religiosa onde quer que estejam: se você abusa do sistema judiciário para processar as pessoas só porque não gosta do modo como elas praticam sua religião, haverá consequências legais”, afirmou Dys.

Greene fez ainda uma promessa de não abrir mais nenhuma ação judicial sem fundamento no que se refere ao livre exercício da religião. Não é a primeira vez que ele tenta algo do tipo. Em dezembro de 2013, por exemplo, Greene processou a cidade de Athens, também no Texas, por expor um presépio no prédio do tribunal da cidade.

Na ação contra Milby, ele alegava a separação entre igreja e estado e dizia que o projeto da cruz era “cafona como o inferno”.

A Abundant Life Fellowship Church quer construir “a mais alta cruz dos Estados Unidos”, com mais de 70 metros de altura, em um terreno da igreja que fica à beira de uma rodovia interestadual. Com essa altura, estima-se também que será a cruz mais alta do hemisfério ocidental. Os custos da construção devem chegar a um milhão de dólares.

“Estamos muito felizes por ter conseguido chegar a um acordo favorável. Agora podemos voltar ao nosso projeto e apontar Jesus para as pessoas”, disse o pastor.

Milby teve a ideia do projeto quando viu uma estrutura semelhante em Houston, há três anos, quando viajava com a família. “À medida em que nos aproximávamos da cruz, nos maravilhávamos com o seu enorme tamanho. Durante toda a viagem, a imagem ficou na minha cabeça”.

Ele se convenceu a levar o projeto adiante quando se encontrou com os líderes da igreja que construíram a cruz de Houston. Segundo Milby, “eles compartilharam diversas histórias de vidas que mudaram, suicídios que foram descartados e relacionamentos que foram restaurados graças à influência daquela cruz”.

Acesse o site oficial do projeto para saber mais.

 

Com informações de Washington Times e Conservative Review.

Colaborou: Felipe Koller

Leia também