Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bispos anglicanos antes do encontro com o presidente do Egito. Foto: divulgação.
Bispos anglicanos antes do encontro com o presidente do Egito. Foto: divulgação.
Casamento e Compromisso

Anglicanos da África, Ásia e América do Sul rechaçam casamento homossexual

Documento de líderes da Global South Anglican publicado após encontro no Cairo diz que a relação sexual entre duas pessoas do mesmo sexo “é algo contrário ao plano de Deus”.

Autoridades anglicanas reunidas no Cairo, no Egito, no começo de outubro, reafirmaram em um documento que a relação sexual entre duas pessoas do mesmo sexo “é algo contrário ao plano de Deus, ofensivo a Ele e reflete um transtorno com relação às intenções de Deus para a complementaridade nas relações sexuais”. O texto reflete a posição de doze primazes e noventa delegados de vinte províncias anglicanas vinculadas à Global South Anglican.

“Toda medida pastoral tomada por uma igreja que se refira a casais homossexuais de forma a eliminar a necessidade de arrependimento e o compromisso em buscar uma mudança de comportamento – que se faz possível pela força do Espírito – seria contrária à tradicional doutrina ortodoxa da Comunhão Anglicana sobre o matrimônio e a sexualidade”, diz o documento.

Os líderes anglicanos, ao mesmo tempo que negam a celebração litúrgica de casamentos entre pessoas do mesmo sexo, reafirmam seu pleno apoio a uma pastoral que saiba acolher e acompanhar essas pessoas. “Nós nos opomos à humilhação e à difamação de quem não segue o caminho de Deus. Afirmamos que cada pessoa é amada por Deus, assim como nós devemos amar como Deus ama”, dizem os pastores.

Os participantes do encontro foram recebidos pelo presidente do Egito, Abdel Fattah al Sisi, que destacou o papel dos líderes religiosos na construção da paz. A polêmica com as “Igrejas do Norte”, que querem impor às Igrejas do Sul uma “nova forma de servidão ideológica e financeira”, foi sublinhada no discurso de Mouneer Hanna Anis, bispo do Egito e do norte da África e primaz da Igreja Anglicana em Jerusalém e no Oriente Médio. O documento lamenta a realização de bênçãos a casais homossexuais e a ordenação de clérigos que vivem em relações homossexuais em comunidades anglicanas da Europa.

A Global South Anglican é um organismo que reúne 24 das 38 províncias da Comunhão Anglicana, englobando todas as províncias da África e a maioria das da Ásia e da América do Sul.

Com informações de Infocatolica.

1 Comentário
Leia também