Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Defesa da Vida

Adotado há 53 anos, homem descobre em pesquisa na internet que tem sete irmãos biológicos

Os irmãos do australiano David Bonny moram na Inglaterra e sempre o procuraram, mas não tinham informações suficientes que os levassem até ele

Criado como filho único, o australiano David Bonny, de 53 anos, descobriu aos 11 que não era filho biológico de seus pais, e que havia sido adotado quando tinha apenas seis semanas de vida. Depois de anos imaginando quem eram seus pais biológicos e possíveis irmãos, foi por meio de uma pesquisa na internet que Bonny teve uma surpresa: descobriu sete irmãos biológicos do outro lado do mundo.

Tudo começou depois que ele digitou o nome que estava em sua certidão de nascimento, Nicholas Hartgen, no Google. A busca o levou até o perfil do Linkedin do consultor de recrutamento, Craig Hartgen, de 36 anos, que é, na verdade, seu sobrinho. Ao encontrar o Facebook de Craig, Bonny chegou até o perfil de seu irmão Gary. Foi ali que ele viu pela primeira vez a foto de seus pais biológicos e não teve dúvida: havia encontrado sua família. “Encontrei os perfis deles no Facebook e pensei: ‘Eles se parecem comigo’”, conta Bonny, em entrevista ao site Mirror.

70 anos depois, mãe reencontra filha entregue para adoção

“Eu enviei uma mensagem para Gary junto com uma foto. Ele pensou que era um de seus irmãos fazendo uma brincadeira”, relata. Depois do primeiro contato, Gary – que mora em Brentwood, no Condado de Essex, na Inglaterra, assim como os outros irmãos –, percebeu o que estava acontecendo e ligou para Bonny dizendo: “Você é meu irmão. Eu estive te procurando por 50 anos. Você tem sete irmãos que querem te conhecer”.

A história da família Hartgen

Os irmãos, que estão há 16,2 mil km de distância, ainda não se conheceram pessoalmente, mas desde que se reencontraram pela internet, têm conversado sempre e, com isso, Bonny pôde entender um pouco de sua história. Ele nasceu em 1965, também em Brentwood, na Inglaterra, e sua mãe, Patricia Hartgen, passou a cuidar dos oito filhos sozinha depois que seu marido, Louis Hartgen, a deixou. Diante dessa situação, Marjorie Proops, uma conhecida colunista do tabloide britânico The Mirror e conselheira de assuntos pessoais, ficou sabendo da história e decidiu ajudar a mãe das oito crianças procurando lares adotivos para elas.

Separados ainda bebês, gêmeos se reencontram 24 anos depois graças ao YouTube

Um tempo depois, Louis voltou para sua família e então as crianças mais velhas também retornaram para casa, só que David Bonny, que havia recebido da mãe o nome de Nicholas, já havia sido adotado. Em 1977, ele encontrou sua certidão de nascimento enquanto se mudava de casa, mas na época decidiu não levar isso adiante. Os pais adotivos de Bonny já morreram há 30 anos.

“É como olhar no espelho”

Os sete irmãos sempre souberam do irmão mais novo e tentaram por muitos anos encontrá-lo. “É um milagre. Nós não conseguimos encontrá-lo porque não tínhamos informações”, explicou Paul, um dos irmãos. “Mas olhar para ele é como olhar no espelho. Ele é muito parecido conosco”, comemorou.

Agora Bonny passou de uma família muito pequena, para uma com mais de 28 sobrinhos e sobrinhas. Os Hartgens planejam uma viagem para a Austrália para conhecer Bonny ainda este ano. “Foi muito emocionante encontrar todos eles, a conexão entre nós já é incrível”, afirma Bonny. A mãe, Patricia, morreu em outubro do ano passado e Louis em 1994. Mas sua filha Deborah, de 63 anos, Sharon, de 62, Louis, 61, Julie, 60, Danny, 59, e Paul e Gary, ambos com 57, estão muito felizes por ter encontrado seu irmão.

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também