Sempre Família - Porque cuidar é fundamentalAtivo 1

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE

Felipe Koller

Acreditamos no Amor

Onde há amor, Deus aí está.

15 imagens dos primeiros séculos do cristianismo retratando Jesus e os apóstolos

Lugares como as catacumbas de Roma guardam testemunhos riquíssimos da arte cristã dos primeiros séculos.

Lugares como as catacumbas de Roma guardam testemunhos riquíssimos da arte cristã dos primeiros séculos. Elas preservam as representações mais antigas que temos de Cristo, dos apóstolos e de Maria, que datam dos séculos II, III e IV.

Chamamos a arte cristã antiga de arte paleocristã. Aqui neste post, você vai ver 15 exemplos desse período da história da arte cristã que testemunham a fé daqueles que creram em Cristo nos albores da Igreja e muitas vezes em meio à perseguição.

Essa imagem da segunda metade do século II é a representação mais antiga de Maria com o menino Jesus. A figura ao lado pode ser o profeta Balaão, apontando uma estrela, como em Números 24, 17. A imagem é das catacumbas de Priscila, em Roma.

Essa imagem é de um sarcófago do século III, encontrado nas catacumbas de Priscila e, como se pode ver, retrata os magos em visita ao menino Jesus.

Neste afresco do século III, Cristo aparece retratado como o Bom Pastor. A imagem do pastor com a ovelha aos ombros era um motivo comum na Antiguidade e foi adotada pelos cristãos, a partir das palavras de Jesus no capítulo 10 do Evangelho de João, como uma representação de Cristo. A imagem está nas paredes da Catacumba de Domitila, em Roma, e há registros semelhantes em outras catacumbas.

n out of copyright

Essa imagem, vista na catacumba de Calisto, também do século III, mostra Jesus ressuscitando Lázaro, como narra o Evangelho de João. O tema é comum na arte dessa época.

Esse mosaico do século III retrata Cristo no estilo do “Sol Invictus”, em uma carruagem, com raios saindo de sua aureóla. A imagem está na necrópole sob a Basílica de São Pedro.

Essa imagem, datada do século III, foi encontrada na igreja de Dura Europos, na Síria, que é a mais antiga casa de oração cristã de que se tem registro. Trata-se de uma residência comum que, em algum momento entre os anos de 233 e 256, passou a ser usada para a liturgia cristã. A cena retrata a cura de um paralítico, talvez o de Betesda, narrado por João, ou o de Cafarnaum, narrado pelos Evangelhos sinóticos.

No batistério da mesma igreja, encontra-se essa representação de Cristo e Pedro caminhando sobre as águas.

Jesus aparece nessa imagem da primeira metade do século IV curando a mulher com sangramento, como narrado pelos Evangelhos sinóticos. A pintura está nas catacumbas de Marcelino e Pedro, em Roma.

Cristo aparece rodeado pelos apóstolos nessa imagem do começo do século IV, localizada nas catacumbas de Domitila, em Roma. Cristo é retratado como mestre, com a mesma postura com que eram retratados os filósofos e oradores.

Esta imagem da segunda metade do século IV é uma das primeiras de que se têm registro que apresenta Cristo barbado, deixando de lado a imagem simbólica de um jovem imberbe, típica da arte greco-romana, e adotando uma aparência mais fidedigna à de um homem judeu. A imagem é das catacumbas de Comodila, em Roma.

Cristo aparece entre Paulo e Pedro nesse afresco do século IV, das catacumbas de Marcelino e Pedro.

Outra cena de Cristo entre os apóstolos Pedro e Paulo, do século IV, está nas catacumbas de Comodila.

Paulo aparece ainda nessa imagem das catacumbas de Domitila. Também do século IV, a imagem segue a linha de retratar Cristo e os apóstolos como se retratavam os filósofos. Repare que, enquanto Pedro é retratado sempre de barba e cabelo curtos e grisalhos, Paulo sempre aparece com o cabelo bem curto, praticamente careca, e com uma barba mais longa, pontuda.

Nesta peça do século IV, conservada nos Museus Vaticanos, aparecem os apóstolos Pedro e Paulo.

Pedro, Maria e Paulo aparecem retratados nesse prato dourado do século IV, encontrado em Roma e hoje exposto no Landesmuseum Württemberg, na Alemanha. Podem-se ler, em latim, os nomes dos três personagens, que são vistos com uma aparência mais genérica que a das pinturas das catacumbas.

***

Leia também:

7 fatos sobre a vida dos leigos nos primeiros séculos do cristianismo

Além do folclore: 7 fatos sobre o verdadeiro Santo Antônio

As quatro mulheres do Vaticano

***

Por

Comentários

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Leia também