Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Foto: Bigstock
Foto: Bigstock
Educação dos filhos

11 realidades que só quem é mãe apenas de meninos entende

Mulheres que têm apenas garotos passam a viver num mundo muito diferente da habitual realidade feminina com que estão acostumadas

Mães só de meninos, parem e pensem. Vocês passam anos criando humanos que fazem um monte de coisas diferente de vocês, como fazer xixi de pé, por exemplo. Um dia comum de convívio com esses pequenos produtores de testosterona inclui abundantes grunhidos incompreensíveis de homens das cavernas. Roxos e feridas no corpo aparecem com uma frequência quase inacreditável. Enfim, às vezes a rotina parece um caos. Um adorável caos.

Para tornar essa realidade mais compreensível ao mundo, o blog norte-americano Scary Mommy separou algumas situações pelas quais só passa quem é mãe apenas de meninos. Divirta-se!

 

  1. As pessoas se lamentam por nós – e isso é chato

Aqueles suspiros profundos e queixos caídos que aparecem quando contamos que só temos meninos não fazem com que nos sintamos especiais, nem aumentam a nossa confiança. Na verdade, apenas perpetuam a ideia de que criar meninos é menos divertido que criar meninas – o que eu posso dizer que é algo completamente falso. Então parem com isso.

 

  1. Às vezes nos chateamos porque nunca compraremos um vestido de noiva – mas isso também é um alívio

Eu não consigo olhar para um vestido de noiva e não pensar em duas coisas: que eu nunca vou ter esse momento especial com a minha filha e que eu sou muito contente por não ter que passar por isso. Se a minha futura nora resolver me chamar para vê-la provando vestidos, prometo que vou apoiar 100% qualquer cauda de sereia ou decote coração que ela escolher. Eu posso até comprar para ela, já que economizei o dinheiro de um monte de vestidos durante anos.

 

  1. Estamos comprometidas a criar “homens domesticados”

Eu me certifico de que meus filhos saibam trocar um pneu, consertar a pia e cortar a grama. Também me certifico de que eles saibam fazer comida, lavar roupa e dar banho em um bebê. Às suas futuras parceiras no lar, eu digo: vocês são bem-vindas.

 

  1. Tudo na nossa casa está rachado ou manchado. Seja gentil

É inevitável que uma casa com meninos esteja totalmente depredada. Qualquer coisa que eles encontram que tenha menos de 40 centímetros e possa ser empunhada se torna uma arma ou um aparato para atirar objetos pesados ou afiados.

 

  1. Nós sabemos na hora o que precisa ou não de pontos

Nunca tive formação na área de saúde, mas estou certa de que consigo me fazer passar por uma enfermeira de triagem. Posso dizer em segundos o que precisa de atenção imediata e o que dá para deixar passar. A quem quer que tenha inventado os itens de primeiros-socorros caseiros: devo a você uns dois mil reais pelos atendimentos médicos que consegui evitar.

 

  1. Podemos transformar um quilo de carne em uma refeição gourmet em apenas 15 minutos

Adolescentes famintos fazem o corcunda de Notre-Dame parecer a Cinderela, então é bom você aprender a como preparar rapidamente grandes porções, antes que as mesas saiam voando. Uma mãe de meninos reinventa o conceito de fast food.

 

  1. Não temos a menor ideia de como é estar de TPM ao mesmo tempo que outra pessoa na casa

E somos gratas até o fim dos tempos por isso. Já tenho estrogênio o suficiente, então provavelmente é uma boa ser a única a menstruar por aqui.

 

  1. Ninguém empresta nossos perfumes e loções

Considerando quantas vezes eu usei os produtos de beleza da minha mãe, eu poderia supor que o destino se vingasse. Mas não foi assim. Sem uma filha, nunca precisei me perguntar quem foi que usou aquele perfume delicioso – e caríssimo – que comprei.

 

  1. Claro, nós nos perguntamos como seria se tivéssemos uma filha…

…assim como tenho certeza que mães que só têm meninas se perguntam como seria ter um menino, ou como qualquer pessoa poderia ser perguntar como seria ser de outro sexo, ou ser famoso ou ser morador de rua. É natural. Não é proibido pensar como seria ter uma filha. Mas que fique claro: isso não quer dizer que amemos menos os nossos filhos ou nos sintamos de alguma maneira que não somos plenamente realizadas sem uma filha.

 

  1. Não, não queremos criar um filhinho-de-mamãe

Queremos criar um homem forte e independente que se torne um bom marido – alguém cuja futura esposa venha tirar das nossas mãos porque estamos realmente cansadas. Por favor, levem-nos, levem-nos todos. E não, eles não podem voltar, de jeito nenhum. A gente se vê quando vocês trouxerem os netinhos!

 

  1. Podemos acabar com o drama de um menino num estalar de dedos

As pessoas costumam nos dizer que somos sortudas porque “meninos não fazem drama”, o que não é bem verdade. Mas qual é a vantagem do drama masculino? É facilmente dissipado. Meninos deixam de lado argumentos e rixas no mesmo segundo em que você lhes dá um prato de comida ou o controle da tevê. Parece simples demais, mas é a verdade. E amamos eles por isso.

 

Amamos nossos meninos e tudo o que implica criá-los. Mas isso não significa que não precisemos de um tempo para a nossa feminilidade. Sabe aquela sua amiga que só tem meninos? Convide-a para fazer alguma coisa de garotas. Presenteie-a com um buquê. Ou simplesmente a leve para comprar um novo tapete para o banheiro, porque há chances de que ela não esteja conseguindo tirar o cheiro de xixi do tapete antigo.

 

Com informações de Scary Mommy.

Colaborou: Felipe Koller.

Leia também