Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Crédito: Bigstock.
Crédito: Bigstock.
Educação dos filhos

10 dicas para tirar seu filho das fraldas sem traumas

Paciência, persistência e planejamento fazem parte da rotina das mães que querem libertar seus filhos das fraldas

Todas as mães sabem que essa hora vai chegar. Em muitos casos, elas aguardam por ele com grande expectativa. E, quando finalmente chega a hora, não sabem como agir, ficam com dúvidas e passam por dificuldades. O momento de retirar as fraldas é delicado, mas também uma grande conquista para a criança.

De acordo com Elisângela Iargas Iuzviak Mantagute, pedagoga e consultora de berçário na empresa Mamaworking, cada criança tem o seu tempo, mas para saber se chegou a hora certa é importante que ela já ande e fale, ou seja, por volta de 1 ano e meio ou 2 anos. “O sinal mais característico que os pais devem prestar atenção é quando a própria criança começa a anunciar que irá fazer xixi ou cocô, falando ou mostrando com gestos”, diz Elisângela.

A educadora separou uma lista de 10 dicas para o desfralde acontecer sem drama:

 

  • Providencie um penico ou redutor de vaso, leve a criança ao banheiro, deixe-a experimentar estes utensílios, mesmo com roupa, para que ela se acostume com este espaço e com estes materiais;
  • Explique a criança de maneira simples o que vai acontecer daquele momento em diante, mostre as ferramentas: penico, vaso, redutor do vaso, se for o caso, entre outros;
  • Prepare o banheiro, deixe atrativo, coloque alguns livros, brinquedos, enfeites, móbiles. Enfim, deixe este ambiente convidativo e sempre muito limpo;
  • Prefira tirar as fraldas em uma época um pouco mais quente para o caso do xixi escapar e a criança não se resfriar. O período de férias da família é ideal para que a criança tenha atenção total neste momento;
  • De início deixe-a sem fraldas e leve-a ao banheiro de 2 em 2 horas e depois vá espaçando este tempo, até que ela relacione e controle sua vontade com o local adequado para fazer as necessidades. Quando ela pedir não a faça esperar;
  • O xixi e o cocô vão escapar em algum momento, mesmo assim, não reprima a criança, respeite seu tempo, lembre-se que ela ainda está aprendendo e elogie quando ela conseguir;
  • Cuide com a higiene das mãos da criança e caso o xixi ou cocô escape higienize o bebê e também o local onde ocorreu o “escape”;
  • Deixe a criança segura e acredite no seu potencial;
  • Neste momento é importante acolher a criança, ter paciência e sempre explicar a ela o que está acontecendo;
  • Caso a criança frequenta a escola converse com profissionais que a atendem e combinem os procedimentos para que sejam os mesmos tanto em casa quanto na escola, isto é fundamental. A escola, com certeza será um grande parceiro neste processo.
Leia também