Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Bigstock
Bigstock
Casamento e Compromisso

10 decisões a serem tomadas diariamente no casamento

A melhor abordagem é antecipar suas decisões, tomando-as com base no que é melhor para seu relacionamento e não com o que você compreende ser melhor para você, exclusivamente

Brigas sobre dinheiro, sobre como educar os filhos, descontentamento com a maneira com que o outro corresponde um sentimento. Essas são alguns dos problemas emocionais que afetam muitos casamentos. Eles são sutis e vão se instalando aos poucos na rotina diária de um casal, e as mágoas decorrentes dessas questões são expostas em grande parte no calor do momento, durante uma conversa mais séria. No melhor dos cenários, decisões relacionadas às emoções deveriam ser tomadas sem considerá-las. Mas somos humanos. Então como impedir que seu casamento seja afetado por esses sentimentos? De acordo com o Jimmy Evans, pastor norte-americano responsável pela missão Marriage Today, “a melhor abordagem é antecipar suas decisões, tomando-as com base no que é melhor para seu relacionamento e não com o que você compreende ser melhor para você, exclusivamente”.  Aqui estão 10 decisões que você pode tomar hoje, para melhorar essa área de seu casamento:

1.Nunca use o divórcio como moeda de troca:

Vocês se casaram e esse é um compromisso para a vida toda. foi casado para a vida. Então não ameacem um ao outro com o divórcio tentando fazer com que seu cônjuge lhe faça algo. Essa palavra deve ser esquecida de seu dicionário.

2. Jamais durmam com raiva:

Após um desentendimento, procurem encontrar juntos uma solução para o problema. Resolvam suas questões antes de se deitar, porque junto ao novo dia vem o renovo, e carregar consigo a amargura não faz bem para o relacionamento. Caso não consigam sozinhos, busquem ajuda e conselhos para compreenderem a situação. E lembre-se: esse não é um sinal de fraqueza, mas de sabedoria.

3. Concordem em não discordar:

O casamento é a jornada mais longa da sua vida. Por isso, se um dos dois decidir seguir um caminho oposto ao outro, um problema surgirá. Então escolham sempre conversar sobre os assuntos que afetarão a vida familiar e juntos procurem uma solução benéfica para ambos e para o todo, por consequência.

4. Respeitem as diferenças:

Vocês são dois indivíduos distintos, o que significa que nem sempre verão o mundo da mesma maneira. Não se desrespeitem porque o outro pensa de maneira diferente e evite julgamentos. Em vez disso, sejam gratos pelas características que o fazem únicos e ao mesmo complementares, dentro da relação.

5. Ouça as queixas do outro e não esteja na defensiva:

Se deem o direito de expor insatisfações, sem que sejam chatos. Quando um estiver falando, o outro precisa ouvir. Talvez esse seja o ponto em que um bom controle emocional seja necessário. É que no calor de uma conversa mais séria, como que querendo se defender para não sofrer, um parceiro por vezes começa a falar sem pensar, rebatendo toda e qualquer palavra ouvida. Não ignore a queixa do outro, mas receba com amor.

6.Sejam fiéis um ao outro:

Mais do que ser fiel na área sexual, seja fiel ao seu cônjuge na área emocional. Isso quer dizer que, mesmo em momentos de frustração ou dificuldade, evite deixar seus corações se afastarem.

7. Desenvolvam relacionamentos saudáveis com outros casais:

Cerquem-se de pessoas que os encorajem a seguir em frente diante de uma dificuldade. Procure por casais que se tornem exemplos de relacionamento, que não sejam perfeitos, mas que mostrem como é possível superar os obstáculos da vida com dedicação e amor. Se forem religiosos, conectem-se a uma comunidade próxima, em que haja um acompanhamento espiritual e onde todos possam se tornar grandes amigos.

8. Tomem decisões juntos, com um só pensamento:

Vocês dois são parceiros iguais. Não deve haver um cônjuge que seja dominante e um cônjuge que mais submisso. Quando você está tomando uma decisão significativa, ambos têm a mesma opinião e ambos respeitam as opiniões um do outro. Nunca intimidem um ao outro para mudar ou influenciar uma decisão.

9. Priorizem o compromisso que têm um com o outro:

Se em algum momento for necessário dispensar mais tempo, mais estudo, mais acompanhamentos terapêuticos ou religiosos, façam. Seus filhos têm no seu casamento o espelho do que desejam para o futuro. Então, procurem ser o maior e o melhor exemplo para eles, mantendo um relacionamento saudável, em que as arestas são aparadas constantemente.

10. Escolham o amor:

Não busquem uma relação de aparências ou conveniências, mas esforcem-se diariamente para construir uma base sólida no amor. Vocês se comprometeram a estar juntos em todo o tempo, nas alegrias e tristezas, quando estão saudáveis ou doentes, na prosperidade e na dificuldade financeira. Se não houver o amor, nas intempéries da vida, o relacionamento se dissolverá. Escolha amar, suportar, estar presente.

 

***

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Newsletter Estilo de Vida

Aqui os valores fazem parte da notícia

Clique e leia
Leia também