Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
varias fotos de viagens de familia
foto 5
Flávia Sphair

Turismo em Família

Dicas para passeios com as pessoas que você ama

Hospedagem em família sem gastar nada (ou bem pouco) em 3 maneiras, e pelo tempo que quiser e puder!

A sua hospedagem não precisa ser cara na hora de viajar. Aliás, pode até ser de graça, e com a família toda, basta você olhar por outro ângulo!

Portão de uma casa
Credito: Arquivo Pessoal

É isso mesmo: já pensou em viajar, ficar vários dias fora da própria casa, e não gastar nada com isso? Parece pegadinha, mas prometo que não é, você vai entender.

Em uma viagem, geralmente as despesas mais pesadas são as passagens e a hospedagem. É super comum ficarmos de olho em passagens promocionais (e tentadoras) para destinos bacanas, conseguirmos comprar essas passagens, mas aí já sabermos que a hospedagem pode não ser tão vantajosa, ainda mais quando falamos em grupo familiar.

Hoje, podemos mudar este cenário! E tenho inclusive colaboração de especialistas no assunto!

Credito: Máira Miranda, do Mãe no Mundo, especialista em troca de casas!
Credito: Máira Miranda, do Mãe no Mundo, especialista em troca de casas e que já aproveitou muitas vezes com sua família!

Apesar de as primeiras opções na hora de viajar serem em geral hotéis ou casas para alugar, você pode reduzir drasticamente seus custos se abrir as opções e verificar algumas variações que podem ser muito úteis para sua estadia ser super em conta. Então, hoje listo 3 opções para você abrir a mente (e fechar a carteira), e espero que você goste:

1. Troca de casas: é seguro, é prático e pode ser sem custo nenhum! Quando uma família troca de casa, você não precisa se preocupar se a sua casa é do mesmo padrão daquela que você deseja trocar, isso não é um impedimento. É muito simples e ótimo para quem deseja aproveitar um tempo mais longo na cidade que escolher.

Quem é especialista no assunto e já fez várias trocas é a Máira, do Instagram @maenomundo e em seu blog ela conta em detalhes como funciona, quais empresas proporcionam o serviço e que ela usa, e todas as dicas para você realizar uma troca de casas super bacana (ela é de Vitória/ES e já trocou de casas nos Estados Unidos, América Central e na Europa, inclusive com vista pra Torre Eiffel)! E garante: troca de casas “Quem quiser! Apesar de parecer ser uma ideia para pessoas com mente muito aberta, a maioria das pessoas com quem troquei casa possuem mais de 50 anos. Ou seja, é sinal de sabedoria!”

2. Hostels: Se você nunca ficou em um hostel, saiba que cada vez mais este tipo de hospedagem, anteriormente considerada apenas para jovens que fazem mochilão, está preparada para atender de forma confortável e exclusiva as famílias também. Naturalmente, ela seguirá padrões mais simples de conforto, com camas menores, áreas compartilhadas além do quarto, entre outros, mas é uma opção muito boa especialmente para quem quer pagar bem menos que uma hospedagem convencional e deseja aproveitar bem seu destino, sem usufruir tanto tempo dentro do hostel. Aqui em Curitiba  onde moro, por exemplo, tem hostel que possui inclusive brinquedoteca para quem vem com crianças, e em Foz do Iguaçu estivemos em 4 amigos com famílias em um Hostel que tinha até piscina, e muito barato mesmo. É ou não é de se pensar?

Credito: Rapha, do Brazilicans, com sua "Nona" italiana, uma das pessoas que ela ajudou pelo workaway.
Credito: Rapha, do Brazilicans, com sua “Nona” italiana, uma das pessoas que ela ajudou pelo workaway.

3. Workaway (Serviço Voluntário em Troca de Hospedagem e Alimentação): eu acho esta uma excelente opção para quem também quiser desfrutar um tempo maior em determinadas cidades ou países e quem sabe até aproveitar um mês de férias neste lugar, mas fazendo um trabalho mais tranquilo e com uma cidade inteira para explorar!

Em resumo, você irá trabalhar algumas horas do dia (e várias opções são meio período ou tranquilas de gerenciar) e em troca receberá o benefício de se hospedar e se alimentar na casa de seu anfitrião. É permitido ir com a família toda sim! A Rapha, do Instablog e Youtube Brazilicans realizou a experiência mais de uma vez, pode morar até em um castelo e comenta: “Eu amo demais essa troca cultural e sempre recomendo acho incrível essa oportunidade de aprender sobre um país novo, morar com uma família e contribuir ajudando de alguma forma”. Ela explica como funciona tudo direitinho nesta postagem especial sobre o trabalho de Workaway (só clicar neste link).

====

Se você consegue boas passagens, hospedagem muito em conta (ou de graça), os demais custos serão apenas com passeios (que você vai decidir o que vai o não fazer) e a alimentação, que afinal não muda muito: você vai comer em qualquer lugar do mundo, não vai? São todas opções muito boas mesmo!

Gostou? Acompanhe em primeira mão fotos, dicas e opções bacanas de passeios pra família agora também no Instagram @turismo_em_familia e nas demais redes sociais exclusiva do blog (e não esqueça de deixar suas sugestões, perguntas e comentários):

Fanpage: www.facebook.com/turismoemfamilia.semprefamilia

Painel do Pinterest: br.pinterest.com/fsphair/blog-turismo-em-familia/

Bom passeio

Por

Comentários

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Leia também