Sempre Família - Porque cuidar é fundamental

Conecte-se ao Sempre Família

Siga-nos:
PUBLICIDADE
Reprodução/YouTube
Reprodução/YouTube
Defesa da Vida

Trump põe 8,8 bilhões de dólares anuais fora do alcance de ONGs pró-aborto

O presidente norte-americano decidiu ampliar a cobertura da ordem executiva reinstaurada por ele em janeiro.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deu mais um passo para zerar o financiamento público a ONGs norte-americanas que promovem o aborto no exterior. Depois de reinstaurar em janeiro uma ordem executiva que proíbe que essas ONGs recebam fundos do governo destinados a planejamento familiar e saúde reprodutiva, Trump ampliou nessa segunda-feira (15/05) o escopo da ordem, de modo a retirar qualquer tipo de financiamento federal ligado à assistência sanitária.

A medida se chama “Proteção da vida na assistência sanitária global”. Com ela, qualquer ONG norte-americana que atue no exterior na área de saúde poderá ter seu financiamento público completamente cortado se realizar ou promover a prática do aborto.

Como Trump conquistou o voto religioso mesmo sendo moralmente tão controverso

Com a ampliação da cobertura da ordem executiva, a quantidade de fundos públicos sujeitos à condição de não se promover o aborto passa de cerca de 500 milhões para 8,8 bilhões de dólares anualmente. Dessa maneira, garante-se que esses quase 9 bilhões de dólares sejam destinados a instituições que não favoreçam o aborto.

Quando Trump reinstaurou a “política da Cidade do México” em janeiro – uma ordem executiva que data do governo de Ronald Reagan e que foi abolida por Bill Clinton e Barack Obama e retomada por George H. W. Bush e George W. Bush, cada um a seu tempo –, já havia instruído a Secretaria de Estado a “implementar um plano para estender as exigências da ordem agora restaurada à assistência de saúde global fornecida por todos os departamentos e agências”.

 

Com informações de Life News.

 

*****

Recomendamos também:

***

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Twitter.

Leia também